A DÚVIDA DE "DAR UM TEMPO PARA A CABEÇA!"

Meus amigos, todos os dias tenho a desagradável oportunidade de ver algum aluno chegar até mim e dizer que vai dar um tempo para cabeça! Bem, por meu turno considero isso a maior idiotice do mundo, isso mesmo, coisa de idiota, pronto falei!

Meu povo, concurso público é pedra de morro acima e se você vacilar a pedra volta e você vai ter que começar tudo de novo. Sei de todas as dificuldades que os senhores passam, sei da falta de dinheiro, sei das dificuldades, sei disso tudo (veja a postagem “As pontes metálicas”, é só ir no lado direito do site na área de busca e digitar).
Pois bem, o prazo médio para preparação de um bom concurso público varia de 8 meses a 2 anos, isso para você começar a passar. Diante disso, a regra geral é “NUNCA PARE DE ESTUDAR ATÉ PASSAR”!
Sei que não consigo convencer a todos desse projeto, muito de vocês que estão lendo irão fraquejar e voltarão a suas vidinhas mediocres ganhando la seus R$ 1.500,00 e ficando felizes comendo só o que dá e comprando o que é possível, jamais terão a oportunidade de chegar onde estou, um menino de poucas oportunidade e de cidade pequena que conquistou a oportunidade maravilhosa de passar em vários concursos públicos e ganhou também a oportunidade de poder contribuir para mudanças de vidas!
Conclusão: Meus caros e fortes alunos, é pelos motivos expostos acima que digo que os concursos públicos são perfeitamente alcançaveis por quem quer que seja, pois a tenacidade, a força e a perseverança não estão presentes em todas as pessoas.
Meus filhos, estudem como se o mundo fosse acabar, juntem um dinheirinho, larguem o emprego, vendam o carro ou a moto velha e se dediquem por 2 anos a uma finalidade. Estudem todos os dias, sábado, domingos e feriados, não respeitem nem os dias santos. Dessa forma, a sua preparação vai se acirrar e você fará como meus alunos, (alguns estão nos depoimentos aqui no site) e se transforme em um vencedor!!!
EVANDRO GUEDES
Professor de Direito Administrativo

ATENÇÃO: NÃO DEIXE DE SE CADASTRAR, VOCÊ PODE CONCORRER A MUITOS PRÊMIOS DIRETAMENTE DO SITE!! COMEÇAREMOS OS SORTEIOS NA PRIMEIRA SEMANA DE JUNHO.
Meus caros leitores e alunos, estou lançando no site o projeto INSS 1001 HORAS. Esse projeto servirá para o acompanhamento de todos aqueles que estão esperando o concurso mais esperado do ano. São 2.500 vagas mais as vacâncias que surgiram ao longo do prazo de validade do concurso, ou seja, serão mais de 10.000 nomeações até 2014.
Diante disso, postaremos aqui notícias, técnicas de estudo e muitos exercícios gabaritados, comentados e dicas sobre as tendências da banca examinadora, sem contar o suporte dos professores tituares do Alfa Concursos Públicos.
Todos os materiais e todo suporte será gratuito, contudo, para participar dos grupos de estudo, receber materiais adicionais e participar das promoções e sorteios, o aluno deverá obrigatoriamente ser seguidor do nosso TWITTER.
Então não percam tempo e seja um seguidor do nosso twitter, clique abaixo e confira!
Seja um seguidor do nosso site e do twitter e concorra ao sorteio de vários prêmios do site. É fácil participar da promoção, veja como:
  1. Vá ao lado direito desse site e seja um seguidor, veja na figura abaixo:
  2. Acesse o twitter indicado acima e seja um seguidor do professor Evandro Guedes, caso você não tenha um twitter, cadastre-se é fácil, gratuito e rápido!
  3. Para participar da promoção e dos sorteios é muito fácil, envie um e-mail para professorevandroguedes@gmail.com com o assunto: QUERO PARTIPAR DE TODAS AS PROMOÇÕES E SORTEIOS!
  4. Pronto, depois disso você concorre semanalmente a vários sorteios e a várias promoções, o cadastro via e-mail é simples e será feito uma só vez!
OS SORTEIOS SERÃO DE  CAMISAS, APOSTILAS, BOLSAS , LEMBRANDO QUE SERÃO SORTEADOS VÁRIOS LIVROS E TAMBÉM BOLSAS DE ESTUDOS NO www.alfaconcursosonline.com.br

O QUE FAZER PARA CONTINUAR ESTUDANDO?

Meus caros leitores, primeiramente quero pedir desculpas por eu não ter postado esses dois dias que se passaram. Justifico minha ausência devido a um acidente de carro que sofri, graças a Deus somente o corpo doendo mesmo. De toda forma, estou aqui para responder uma pergunta recorrente que chega ao meu e-mail.
O QUE FAÇO PARA CONTINUAR ESTUDANDO?
Senhores (a), estudar continuamente é uma tarefa árdua e por vezes a motivação nos falta. Sei que o poder da palavra é algo milagroso, por esse mesmo motivo é que posto aqui. Diante disso, ao invés de simplesmente responder a pergunta vou apenas contar uma fase da minha vida onde essa pergunta era recorrente em mim mesmo.
A PONTE METÁLICA
Meus caros leitores e amigos, o texto que postarei aqui é parte integrante (resumida) do livro de minha autoria (“Pedras no caminho, a saga de um concurseiro”).
Eram meados de 2004 e eu já estava bastante abatido, também não era para tanto, pois eu já estava estudando há mais de três anos e já tinha sofrido uma derrotas homéricas, sendo a maior delas a não aprovação no concurso da PRF. Naquela época eu ouvia muito as seguintes frases: “Nossa, você ainda está aqui e não passou em nada ainda”….”Rapaz, você vai ficar maluco de tanto estudar”……”Larga de ser vagabundo e vai trabalhar, essa história de ficar estudando não vai levar a lugar nenhum e você já está todo endividado”.Meus caros leitores, o ano de 2004 realmente não foi um ano muito bom, pois não passei em um monte de concurso e nos quais passei, acabei caindo em outras fases, ou seja, aquele não era meu ano mesmo. De todo modo, eu já estava acostumado com meus “não anos”, pois desde 1999 eu estava naquela luta e nada dava certo. Pois bem, naquele ano pensei realmente em parar de estudar e pensem mesmo, a ponto de querer largar tudo, largar meu sonho, largar minhas metas.

O maior problema naquela época era justamente a falta de apoio, nem mesmo os colegas que estavam no cursinho me ajudavam e a van que eu ia para o curso toda semana não estava com um povo muito motivado, resultado, foi por Deus que não parei de estudar! O ano de 2004 passou na minha frente lentamente, pois na verdade eu gelava toda vez que anunciavam um concurso novo, pois por que estudar se eu não conseguia me sentir preparado?

Naquela época, eu estava no pior trabalho que eu poderia estar e digo isso por dois motivos básicos. Primeiro porque eu trabalhava na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e em segundo lugar porque me colocaram para tomar conta de uma ponte interditada, isso mesmo, a danada da PONTE METÁLICA.

Meu povo, seria engraçado se não fosse triste. Aquela ponte foi interditada judicialmente pois estava correndo o risco de cair. Naquela época só trabalhava naquele lugar pessoas “queimadas na corporação”, pois a escala era de 12 por 36 horas, ou seja, noite sim e noite não trabalhávamos por 12 horas e mais, 12 horas a noite toda, isso mesmo das 19h às 7h.

O mais legal é que eu estava “queimado” porque queria estudar para sair a qualquer custo e ainda por cima tinha um oficial que me odiava, salvo engano o nome do cara era “Leonardo” (o nome de guerra era outro e prefiro omitir, mas o primeiro nome era esse mesmo). Pois bem, esse maldito quando estava de plantão ficava passando naquela maldita ponte a noite toda.

No entanto, costumo dizer que o ser humano reage muito bem a situações adversas e foi exatamente isso que aprendi a fazer, ou seja, comecei a estudar em pé mesmo e debaixo de um poste de luz que ficava na entrada da maldita ponte. As pessoas passavam e não entendiam nada, pois ali estava um policial militar em pé com um livro enorme na mão e que não estava nem aí para a ponte.

Foi naquela época que desenvolvi o costume de recitar o Salmo 23 da Bíblia “Mesmo que eu caminhe pelo vale da sombra da morte, o Senhor não me abandonará ….(minha adaptação)…….! Desenvolvi esse costume, porque a ponte estava interditada para caminhões pesados e tinha uma decisão judicial baseada em um laudo de perícia que proibia o trafego ali, pois de acordo com o laudo, se um simples caminhão de minério passasse ali, a ponte caía.

Bem, meu povo, só posso afirmar que o laudo estava furado, pois por diversas vezes eu me distraía e quando eu via lá estavam 4, 5, 6 caminhões de minério em comboio passando na ponte, meu Deus do Céu, quando eu via aquilo, já era, pois eu sempre estava muito distraído “trabalhando com meus livros”, mas Papai do Céu sempre me ouviu, quando eu via os caminhões eu recitava com muito fervor o Salmo 23……

Pois bem, naquela época eu adquiri uma dor nas costas que era de matar e isso literalmente era um tormento. Ali, meu povo, pensei em parar de estudar, pensem bem: 01) Eu já estava estudando há uns 04 anos e estava totalmente desacreditado. 02) As pessoas mais próximas a mim eram as que mais me colocavam para baixo. 03) Eu não tinha o apoio de ninguém, ninguém mesmo. 04) Eu estava literalmente falido, sem dinheiro nem para comer direito, pois eu ganhava uma merreca e os empréstimos me consumiam e eu estava sócio vip do SPC e SERASA.

Ali, meu povo, eu pensei em desistir e sabe o que me fez continuar? “Foi a fé, primeiramente em Deus, e segundo a fé em mim mesmo, meu amor próprio….nunca me conformei em comprar o que dava e não o que eu queria, nunca me conformei em comer no que dava e não o que eu queria. Nessa época, eu literalmente conversava com Deus todos os dias e pedia muita força para continuar na luta e para ele me desse muita saúde.

Conclusão: Meu povo, entre essa época e a minha real aprovação no concurso em que estou hoje demorou um pouco e vários eventos se sucederam, mais isso é assunto para o livro e não para postagem em um site. A única coisa que posso dizer é que nada é tão ruim que uma aprovação em um bom concurso público não resolva e que você pode ser tudo aquilo que deseja, é só ter consciência que tudo que fazemos na vida tem um “quê” de dificuldade e que o mundo não está conspirando contra você, pois as coisas boas nessa vida só vêm com muita dificuldade.
Por fim, gostaria de relembrar o primeiro parágrafo desta postagem, em que eu estava me justificando do meu acidente. Pois bem, meus amigos, colidi frontalmente com um carro ontem, por volta das 8 horas da manhã quando estava indo para o trabalho (meu serviço público). O acidente foi peculiar, pois literalmente cortei o outro veículo no meio, o acidente foi muito forte e não morri pelo fato de meu carro (um Corolla) ser um carro muito resistente. De toda sorte, o carro é uma de minhas teorias, a de que eu sempre quis comprar o carro que eu queria e não o carro que dava para comprar.

Resumo da ópera: Podem ter certeza, se eu estivesse na teoria do “carro que dava para comprar” e não na teoria do “carro que eu gostaria de comprar”, hoje eu poderia não estar postando aqui. De toda sorte, o importante é saber que sempre existirá muitas PONTES METÁLICAS no seu caminho e que com fé e força todos nós conseguiremos a tão sonhada aprovação nos concursos públicos.

Fé , Força e rumo a aprovação!

 

Evandro Guedes
Professor de Direito Administrativo
Diretor do complexo de ensino Alfa Concursos Públicos e Alfa On line.
P.S: Não me aguentei. o FDP do oficial da PM da época se chama Leonardo Zuma e hoje ganha muito menos que eu e ainda continua um babaca!

TEORIA "DO PORQUE NÃO PARAR DE ESTUDAR!"

Meus caros, estou estudando desde cedo hoje, contudo, isso é outro assunto. O que na verdade importa é que são 02:45 da manhã e resolvi fazer essa postagem porque aconteceu algo bem legal agora.
A pouco eu estava no msn, preste a sair para dizer a verdade, e uma amigo antigo da minha cidade natal chamou-me para uma conversa e conversa vai e conversa vem, começamos a lembrar dos tempos de estudos lá no Rio de Janeiro, ele ia na van comigo nos tempos das “vacas magras” (risos).
O mais interessante é que ele trabalhava em um sitio (risos) todos zuavam ele, pois a mão dele parecia feita de pedra de tão judiadas que eram, enfim. Eu trocando idéia com o figura e ele estava me dizendo que estava em São Paulo e que tudo estava legal.
Em algum momento conversamos sobre as dificuldades e ele me lembrou que ficamos anos na van, indo e vindo do curso, o mais legal é que ele estudou por 3 anos a fio, nunca parou e conseguiu passar. Ele me questionava de o porque eu ainda estava aqui em Cacavel, enfim, ao invés de falar mostrei os sites do Alfa concursos, pois eles falam por só!
Conclusão: Postagem estranha né! O mais estranho é que eu perguntei assim, como anda ai na PF? Ele disse, PF? Não meu amigo, eu ja sai da PF estou na Comissão de valores mobiliários (CVM). Meus amigos, dizem as boas linguas que a CMV é melhor que a Receita Federal!!!
Imaginem, de PF a CVM, o pião deve estar ganhando uns R$ 18.000,00 (risos), isso mesmo agora é PEÃO, se tivesse parado de estudar ainda estaria sendo chamado de sitiante!!!
OBS: Essa postagem foi feita para refletir e rir um pouco…..
Evandro Guedes
Estudioso com insônia (risos)

Estudo constante e sem desanimar é o caminho!



Estudo constante e nunca desanimar, caso não consiga a aprovação em determinado concurso. Estas são as principais dicas para quem pretende conquistar uma vaga no funcionalismo público. Ressalte-se que o tempo e o estudo despendidos para determinado concurso nunca são perdidos e podem ser aproveitados posteriormente, caso o candidato resolva ingressar em outro cargo. 

Diante disso, várias disciplinas, como Língua Portuguesa, são essenciais e costumam ser cobradas em todos os concursos, seguindo programas bastante semelhantes, compatíveis com o respectivo grau de escolaridade. Desta forma, mesmo que o candidato consiga ser aprovado em determinado concurso, pode continuar se preparando e tentar ingressar em outros cargos, com maior remuneração ou prestígio, desde que procure se aprimorar constantemente e continue se preparando adequadamente.

 


O essencial é não perder o estímulo, caso o candidato não consiga a aprovação em determinado concurso. Ressalte-se que muitos servidores que ocupam cargos de destaque e recebem remunerações consideradas invejáveis, em algum momento da vida profissional já passaram pela frustração de não conquistar uma vaga. 

 

Assim, para quem realmente deseja conquistar uma boa colocação nos concursos públicos e, conseqüentemente, no funcionalismo, o segredo está na persistência e na quantidade certa de tempo e trabalho, aliada à autocrítica. “Muitas vezes, candidatos com capacidade mediana conseguem aprovação, em detrimento de outros muito inteligentes, o que ressalta que o ingresso no funcionalismo exige, acima de tudo, bastante planejamento a longo e médio prazos”.

 


Conclusão: A personalidade tem a capacidade incrível de abrir milhões de portas, mas é o caráter que mantém essas portas abertas. Assim, não basta querer estudar, temos que ter perseverança e temos que abrir mão de muita coisa hoje para conquistar um futuro de sucesso!

Rumo à aprovação