Desvendando as bancas organizadoras – CEBRASPE (Cespe/Unb)

 Vamos começar a série
”DESVENDANDO AS BANCAS ORGANIZADORAS”. 
Nessa série cespe222vamos abordar as principais características de cada banca, seus segredos mais sombrios (hehe) e as pegadinhas que os concurseiros mais devem prestar atenção, além dos conteúdos mais cobrados e como tais conteúdos são cobrados nas provas.
Hoje, para iniciar, decidi começar com uma das bancas mais temidas pelos concurseiros:
A CEBRASPE (mais conhecida como CESPE/UNB)


  • CESPE é uma banca privilegiada. Por que digo isso? Pois é uma das bancas que organiza os principais concursos do país. É conhecida por elaborar certames de maior expressão, como por exemplo:

    • Concursos policiais (a banca praticamente domina a realização dos certames nessa área)
    – PF
    – PRF
    – PC

    • Concursos de banco, como por exemplo a CEF de 2014, quando todos esperavam a banca Cesgranrio eis que a CESPE é convocada para a realização do certame.

    • Concursos administrativos, como MPU, INSS, PF área administrativa…


  • MODELO DE PROVA

    • Geralmente as provas objetivas não aderem ao estilo múltipla escolha (A,B,C,D,E), aderindo questões em que somente é preciso assinalar certo e errado. Isso pede uma atenção redobrada dos candidatos.

    Você tem 3 opções para optar na hora de marcar as questões: Ou marca a questão como correta, ou marca como errada ou deixa em branco. Isso porque uma resposta errada que você marque no gabarito anula uma certa que você marcou, ou seja, você perde ponto em dobro.

    Por exemplo: Você acertou a questão 10 da prova e errou a questão 12. Na hora de contar os pontos, a questão 12 que você errou é considerada, obviamente, como errada e a 10 que você acertou também. Resumindo: uma errada anula uma certa. Isso limita o candidato a ter 50% de chance de acertar cada resposta.

    Quando a banca utiliza o método múltipla escolha, o que não é muito comum, ela privilegia o raciocínio interdisciplinar, o que exige um amplo conhecimento das matérias do concurso.


  • COMO CALCULAR A SUA PONTUAÇÃO PELO MÉTODO CERTO/ERRADO

Imagine que o candidato tenha feito 100 questões, deixado 20 em branco e errado 25 questões. Caso isso ocorra fica assim o cálculo:
☛ Questões efetivamente feitas = 100;
☛ Questões em branco = 20 (aqui não recebe penalidade);
☛ Questões erradas = 25.
Cálculo: 100 (questões feitas) – 25 (questões erradas).
Pontuação = 75 – 25 (pena por ter errado as 25, lembre-se, além de perder as erradas você perde ainda uma para cada uma que errou).
Pontuação liquida a ser considerada = 50 pontos!


  • Teoria do Chute

• Ao analisarmos uma prova da banca Cespe, notamos que a maioria de suas provas vêm com uma formatação de 120 questões, e fazendo uma análise mais profunda notamos que na maioria de suas provas a Cespe costuma dividir o gabarito em 60 C e 60 E ou 58 C e 62 E, podendo conter pequenas variações.

ATENÇÃO: Use essa teoria quando tiver de 5 a 10 questões em branco, não mais do que isso!
Voltando…

Digamos que você vai fazer uma prova da Cespe e acaba deixando 10 questões em branco, se você não tiver nenhum conhecimento sobre essas questões deixe as 10 em branco mesmo. Entretanto, caso você tenha uma ideia de algumas delas, realize a contagem de quantas questões certas e quantas questões erradas você marcou na prova.

A partir disso você terá provavelmente um número maior em uma das alternativas, maior número de certas ou maior número de erradas, e partir disso você pode chutar todas as suas respostas em branco na resposta que tiver sido menos marcada na prova. Por exemplo, digamos que você tenha 70 questões com C e mais 40 questões com E, as outras 10 questões em branco você pode chutar todas com E pois se você realmente estudou as suas chances de ganhar pelo menos 4 ou 5 pontos serão muito grandes.


  • COMPORTAMENTO DA BANCA COM RELAÇÃO AS MATÉRIAS

    A cespe tem uma maneira peculiar de cobrar suas questões e aplicar o conteúdo das matérias e por isso é uma das bancas mais requisitadas para elaborar os certames. Ela tem um jeito interdisciplinar e inteligente de elencar o conteúdo ao comando da questão e testar o conhecimento dos candidatos a fundo.

LÍNGUA PORTUGUESA:
A cespe cobra aqui uma abordagem mais diferente. Muitos concurseiros pensam que a  CESPE é só interpretação de texto e com isso acaba caindo na casca de banana. O ponto aqui é que a banca camufla as questões. Geralmente ela coloca um texto imenso e, dentro da pergunta, utiliza e brinca com o conhecimento dos candidatos, cobrando a gramática dentro da interpretação das questões, como conjunção, funções dos termos QUE E SE, reescritura (que dá para cobrar vários conhecimentos e estruturas de linguagens, sinais de pontuação e principalmente concordância) e etc, acentuação e ortografia.
Utiliza textos selecionados pairando sobre temas atuais, geralmente textos adaptados de sites da internet. Os temas mais abordados mesclam economia, política, artigos jornalísticos e etc…

Os conteúdos que mais caem e requerem maior atenção dos candidatos:
Semtítulo

DIREITO CONSTITUCIONAL
Analisando provas anteriores da banca, o entendimento mais cobrado dessa matéria é o firmado pelo autor Alexandre de Moraes;
Cobra pouca doutrina, mas ultimamente anda mesclando doutrina + jurisprudência, alterando o comando da questão e exigindo maior atenção do cadidato.
Cobra a CF como um todo, não focando muito em texto de lei mas criando situações, hipóteses fazendo com que o candidato aplique ali o seu entendimento na hora de responder as questões.

Os conteúdos que mais caem e requerem maior atenção dos candidatos:

Sem título

DIREITO ADMINISTRATIVO
O doutrinador mais citado é Maria Sylvia Zanella DI PIETRO. Isso a banca nunca escondeu. Se você quer ir bem e gabaritar o Direito Administrativo, deve ler essa autora.
Na matéria a banca cobra muita doutrina e intercala um pouco com jurisprudência (STF e STJ). O concurseiro deve ficar atento no comando da questão, pois muita vezes começa da seguinte forma ”Com entendimento do STF…” e muitas vezes o entendimento do STF é diferente do exposto na doutrina, logo, o candidato tem que ficar atento para responder de acordo e não cair em casca de banana.
Cobra muito texto de lei e os autores mais explorados pela banca são: Maria Sylvia Zanella Di Pietro, Celso Antônio Bandeira de Mello e José dos Santos Carvalho Filho.

Os conteúdos que mais caem e requerem maior atenção dos candidatos:

Sem título

INFORMÁTICA
Os conteúdo mais cobrado giram em torno de algumas questões de MS.Office (Word, Excel) Windows e suas novas versões, e BrOffice, entre outros.

Os conteúdos que requerem atenção especial dos candidatos pelo rigor de cobrando são:
Sem título



3 comentários sobre:
Desvendando as bancas organizadoras – CEBRASPE (Cespe/Unb)

  1. wilian comentou em :

    shoow!

  2. Vanessa_Belém-Pa comentou em :

    Boa tarde….Alfacon. ..top nas abordagens.

    • Leticia Teixeira - Alfacon comentou em :

      =)

Comentar!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*