Depoimento aprovada para a segunda fase do TJ SP – Michelle Martins

Nome: Michelle Martinsdepoimento_tj_sp_michelle_m
Idade: 35 anos
Cidade/Estado: São Paulo/SP

Por que decidiu estudar para concurso público?

Porque fui demitida de uma Instituição Financeira e decidi procurar estabilidade.

 

Quanto à sua preparação, por quanto tempo estudou até conquistar esta aprovação? Como era sua rotina de estudo? Se dedicou mais a algum conteúdo ou disciplina específicos? Por quê? Como foi sua experiência? Dedicava mais tempo às básicas ou específicas, ou dividia de igual para igual?

 

Para o concurso do TJ dediquei-me por 5 meses. Pela manhã eu estudava a matéria e resolvia questões. À tarde comparecia ao curso de exercícios do Alfacon e  no último mês fiz um curso de reta final à noite. Antes da publicação do edital eu dividia o estudo de duas matérias por dia. Com a publicação do edital, passei a estudar uma matéria por dia, contudo a maior dedicação foi para as matérias específicas.

 

Você apenas estudava para concurso ou precisava conciliar os estudos com trabalho? Como fazia para conciliar?

 

Apenas estudo.

 

Você estudou com quais materiais? Seus materiais e aulas tinham todo o conteúdo necessário para conseguir a aprovação?

 

Eu estudei com a lei seca, resolução de exercícios do Alfacon e anotações de cursos.

 

Você esteve motivado durante todo o período e preparação? Pensou em desistir? O que o desmotivou? O que o manteve ou o fez voltar a ficar motivado com os estudos?

 

Comecei a estudar para concursos no final do ano de 2013. Contudo, tive momentos que me vi desmotivada, por conta das reprovações. No final de 2014, voltei a trabalhar e permaneci no emprego até 2015, período em que a minha dedicação aos estudos diminuiu, em razão da falta de tempo. Para esse concurso do TJ, motivava-me por necessidade de alcançar a tão sonhada estabilidade.

 

Durante a preparação, sabemos que é preciso abrir mão de muita coisa, amigos, família, festas, enfim… como foi este período para você? Abdicou de muita coisa? Pode dar exemplos? Como foi passar por isso?

Abdiquei dos meus amigos e familiares. Recusava todos os convites da vida social e às vezes até dava desculpa de estar doente para não comparecer a festas de aniversários. Foi um período muito complicado, pois sentia falta dos meus amigos, porém também ficava com a consciência pesada por perder algum minuto sem estudar, ocupando-me com divertimento.

 

Você é casado, namora, mora com os pais? Sua família, amigos ou as pessoas que são próximas aceitaram essa sua rotina de estudos? Apoiaram? Teve alguém que acabou se distanciando?

Não namoro, porém no período da preparação a minha mãe morava comigo. A minha mãe entendia o meu isolamento para estudar e não atrapalhava a minha rotina, contudo os meus amigos que não são concurseiros não entendiam muito a minha reclusão. Tive que me distanciar dos meus amigos e era chamada de chata por recusar tantos convites de divertimento. Nesse período, acabei fazendo novos amigos, os chamados concurseiros, que acabavam me motivando nos momentos desânimo.

 

Você tentou outros concursos públicos antes dessa aprovação? Tentou fazer outras provas apenas para treinar? Como foi a sua experiência?

Tentei vários. Consegui êxito também no concurso de oficial de promotoria de São Paulo, realizado no ano passado.

Começou a estudar com edital aberto? Caso não tenha sido este o caso, como foi para se manter motivado mesmo sem edital previsto?

Comecei a estudar antes do edital. Conforme mencionado anteriormente, iniciei os estudos para concurso no final de 2013. Em 2015 diminuí o ritmo de estudos. Para o concurso do TJ iniciei a preparação em fevereiro de 2017 e o que me motivava a estudar eram os rumores de abertura do edital.

Como conheceu o AlfaCon?

Conheci o Alfacon através das aulas gratuitas dos professores de Cascavel.

 

De que forma o AlfaCon te ajudou nessa jornada?

A resolução de exercícios foi essencial a minha preparação. Alguns professores como, a Clo de Português, Cid de Informática e Volnei de Matemática e Raciocínio Lógico, foram os responsáveis pela minha aprovação. Ótimos professores com a melhor didática.

Você utilizava alguma técnica específica para aprender e memorizar o conteúdo? Pode compartilhar suas técnicas com a gente?

Eu sou auditiva, então a minha técnica de estudos era ler em voz alta o conteúdo do edital e após resolver exercícios.

Qual foi a maior dificuldade que enfrentou no período em que estudou?

A maior dificuldade na preparação foi o cansaço físico e psicológico por dedicar tanto tempo aos estudos.

O que fez para superar esses obstáculos?

Fazia exercícios físicos para distrair um pouco, porém 1 mês antes da prova abdiquei da academia também para dedicação exclusiva aos estudos.

Quando o concurso se aproxima sabemos que é difícil controlar a ansiedade, nervosismo e até mesmo insegurança. Como foi pra você? Como superou? Potencializou o estudo nos últimos dias ou tentou relaxar um pouco?

A ansiedade era enorme e até a prova da segunda fase ainda permanece. Foi bastante difícil controlar. Um dia antes da prova estudei pela manhã, mas a tarde saia com os amigos para relaxar um pouco.

O que você acredita que tenha sido realmente efetivo na sua preparação? Houve falha? Onde acredita que tenha falhado?

O que realmente foi efetivo para a minha preparação foi a prática de muitos exercícios. Acho que houve falha em pouca dedicação à matérias como atualidades.

Para finalizar, qual dica você deixaria para aqueles que estão nessa caminhada rumo à aprovação e pensam em desistir?

 

Nunca acredite naqueles que dizem que você não é capaz. Afaste-se dessas pessoas que não acreditam no seu potencial. Continuem os estudos e não desanimem com as reprovações. Uma hora dá certo e como diz o Professor Thallius ‘’coloquem a bunda na cadeira até chegar a tão sonhada aprovação.’’ Força Alfartanos!



Um comentário sobre:
Depoimento aprovada para a segunda fase do TJ SP – Michelle Martins

  1. Caroline comentou em :

    Boa noite !
    Gostaria de saber se o alfa tem curso Fortaleza !
    Obrigada!

Comentar!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*