PCPA 2016 – MEDICINA LEGAL – FUNCAB – PROFESSOR PEDRO ENRIQUE

pcpa-228x300Foi divulgado dia 12, terça-feira, o gabarito preliminar junto com os cadernos de questões do concurso da Polícia Civil do Pará. A prova foi realizada no último dia 11 deste mês e contou com 27.664 inscritos e um total de 5.049 faltantes.

PRAZO DOS RECURSOS:
Os candidatos poderão interpor recurso contra o gabarito preliminar da prova objetiva a partir das 10h do dia 14/09/2016 até as 23h59 do dia 15/09/2016, no site da FUNCAB.

Segue comentário da prova de MEDICINAL LEGAL:

Questão 71 
Gabarito: B
Comentário: dentre todos os documentos médico-legais trabalhados pelas principais doutrinas, como Genival Veloso França, os principais documentos considerados de natureza médico-legal são atestado, parecer, notificação e relatório (auto e laudo). Portanto, a única assertiva cabível é a alternativa B.

Questão 72
Gabarito: D
Comentário: a questão trabalha meramente a definição de traumatologia forense, sendo essa área uma parte da medicina legal que de fato estuda as interações entre diferentes tipos de energia com o corpo humano. A sexologia forense estuda as perícias voltadas para crimes contra a dignidade sexual, aborto, infanticídio e gravidez. A antropologia médico-legal estuda a identidade e a identificação. A área de DNA forense estuda possíveis vínculos entre familiares.

Questão 73
Gabarito: D
Comentário: o espectro equimótico de Legrand Du Salle nada mais é do que uma ferramenta médico-legal para se avaliar o intervalo de tempo desde a perícia até a produção da equimose. Apenas com o estudo da tabela disponibilizada no material em PDF no curso regular já seria possível matar a questão.

TEMPO COLORAÇÃO MOLÉCULA DE HEMOGLOBINA
1º dia Vermelho Hemoglobina
2º ao 3º dia Violeta Hemoglobina
4º ao 6º dia Azulado Hemossiderina
7º ao 10º dia Verde Escuro Hematoidina
11º e 12º dia Verde amarelado Hematina
12º ao 17º dia Amarelado Hematina
21º ao 22º dia NADA NADA

Questão 74
Gabarito: C
Comentário: também trabalhado no curso regular, as termonoses podem ser causadas por frio difuso (hipotermia) ou frio localizado (geladura), ou também pelo calor localizado (queimaduras) ou difuso (intermação e insolação). Portanto, questão simples, alternativa C como correta.

Questão 75
Gabarito: A
Comentário: dentre vários tipos de asfixias trabalhadas em sala de aula, o enforcamento é um tipo de asfixia mecânica em que pode acontecer com suspensão completa (sem nenhum ponto de apoio) ou por suspensão incompleta (encostado em uma superfície perpendicular). A doutrina de França afirma que 15 quilos aproximadamente já é o suficiente para que haja o enforcamento, cujo força ativo é o próprio peso do indivíduo.

Questão 76
Gabarito: E
Comentário: a cronotanatognose é a parte da tanatologia que intenciona determinar aquilo que se chama Intervalo post mortem, ou seja, o intervalo entre a morte e o encontro do cadáver.

Questão 77
Gabarito: C
Comentário: questão duvidosa no sentido de compreensão do aluno. A rigidez cadavérica é um fenômeno que faz parte da tanatologia forense, pois trata-se de um fenômeno abiótico consecutivo. Tal rigidez se inicia aproximadamente a partir de 1h com auge entre 8-12h dependendo da pessoa. Após cerca de 24h já se tem notícia de que esse fenômeno foi desfeito. Já a putrefação é um fenômeno destrutivo que se inicia com a fase cromática, sendo que essa mancha aparece a partir da fossa ilíaca direita a partir de aproximadamente 16h após o óbito. Por isso, a assertiva “menos errada” seria a letra C.

Questão 78
Gabarito: A
Comentário: o exame necroscópico tem como objetivo apurar a causa mortis decorrente de morte violenta (suicídio, acidente ou por crimes como o homicídio). Vale lembrar que o prefixo “necro” enfatiza a realização apenas no morto.

Questão 79
Gabarito: B
Comentário: como trabalhado em vídeo aulas, tanto o homem quanto a mulher são sujeitos passivos do crime tipificado no artigo 213 do Código Penal, ou seja, estupro, sendo possível a realização de perícias em ambos os sexos.

Questão 80 
Gabarito: D
Comentário: essa questão poderia ser resolvida baseada em aspectos de Direito Penal a partir do crime tipificado no artigo 342 do CP (falso testemunho ou falsa perícia). Por ser funcionário público, é óbvio que o perito responderá por aquilo que faz em razão da função do cargo na chamada tríplice esfera de responsabilidade (civil, penal e administrativa).

COMENTÁRIO GERAL SOBRE A PROVA:

No geral, a parte de Medicina Legal estava de fato bem dentro do edital. Quem se preparou com nossas vídeo-aulas estava muito bem preparado, sem falar que dava para gabaritar! Apenas a questão 77 poderia ter sido melhor formulada, mas no contexto geral a prova estava boa. Absolutamente todos os assuntos foram tratados dentro do online com muita clareza, didática e experiência. De agora para frente, para quem foi bem, é se preparar para o TAF, mas para aqueles que não conseguiram uma boa média, paciência. Reprovar é a regra de concursos, e pode ter certeza que muitos mais virão e que deixará você ainda mais satisfeito, então não desista!



6 comentários sobre:
PCPA 2016 – MEDICINA LEGAL – FUNCAB – PROFESSOR PEDRO ENRIQUE

  1. Caio Ferreira - Belém/PA comentou em :

    Errei exatamente essa 77..aff

  2. Leandro Holmes ☕ - Monitor Online Alfacon - João Pessoa/PB comentou em :

    O Alfa sempre na frente!!

    • José Miguel 💪 - Monitor online -💙 Serra Talhada-PE 👮 comentou em :

      Isso ai.
      TMJ!

    • Leandro Holmes ☕ - Monitor Online Alfacon - João Pessoa/PB comentou em :

      o/

  3. Leandro Holmes ☕ - Monitor Online Alfacon - João Pessoa/PB comentou em :

    Bom dia, Alfartanos!!

  4. José Miguel 💪 - Monitor online -💙 Serra Talhada-PE 👮 comentou em :

    Show