AlfaCon aprova 25% no concurso do INSS – conheça uma das aprovadas!

aprovados_inss_fbOrgulho. Este é o sentimento que resume o que o AlfaCon sente neste momento com o resultado do concurso do INSS. Veja você mesmo, tire suas próprias conclusões: dos 2.587 aprovados, 662 são ALFARTANOS, 43 primeiros lugares são nossos. Sim, 25% dos novos servidores do INSS estudaram com o AlfaCon. Investiram no estudo, se dedicaram e conquistaram o sonho de ser um aprovado, de estar entre as vagas, de assumir um cargo público. A equipe AlfaCon não poderia estar mais feliz, pois é parte desta conquista. Se você sonha ser um servidor público, saiba que você pode, basta ter a preparação certa. Compartilhamos aqui, com vocês, a história de uma alfartana aprovada neste concurso. Saiba como ela se preparou e qual dica ela deixa para quem trilha este caminho dos concursos públicos.

AlfaCon: Conte-nos um pouco sobre você. Por que decidiu estudar para concurso público?
Carlize Wibrantz Piccoli: Meu nome é Carlize, sou de São Miguel do Oeste, Santa Catarina. Tenho 32 anos. Sou formada em Direito e decidi estudar para concurso pela estabilidade e segurança financeira que proporciona.

AlfaCon: Como foi a sua preparação? Qual era a sua rotina de estudo?
Carlize Wibrantz Piccoli: Já estudo para concursos públicos há cerca de 5 anos, mas específico para o INSS iniciei em 2014. Eu trabalho durante o dia, então estudava à noite e nos finas se semana, assistindo aulas e complementando com apostilas. Também resolvi muitos exercícios da banca e de concursos anteriores. Me dediquei em todas as disciplinas com afinco, mas no mês que antecedeu a prova foquei mais no Direito Previdenciário e na matéria de Português (matéria que mais tenho dificuldade) e revisei o conteúdo de todas as outras disciplinas, sempre com tempo para realizar exercícios após a revisão.

AlfaCon: Você esteve motivado durante todo o período e preparação? O que a manteve ou a fez voltar a ficar motivado com os estudos?
Carlize Wibrantz Piccoli: A motivação vinha e ia embora. Nem sempre estive motivada. Mas acredito que esses altos e baixos são normais nesses momentos de pressão. Pensei muitas vezes em desistir, mas continuei e valeu muito! A desmotivação vinha quando parecia que eu nunca estaria preparada, que os outros sabiam mais que eu e que sempre teria alguém melhor, passos à minha frente. Mas quando batia o desanimo pensava que eu também era capaz, que já tinha investido e que queria mudar a minha vida e continuava.

AlfaCon: Sabemos que durante a preparação é preciso abrir mão, abdicar de muitos momentos, muitas situações. Como foi este período para você?
Carlize Wibrantz Piccoli: Sim, na verdade me afastei de tudo, vivia para trabalhar e estudar, expliquei para as pessoas próximas que eu iria ‘sumir’ por um tempo e para a família pedi compreensão pela ausência, mas às vezes fazia um programa em família, porque o lazer também ajuda a relaxar.

AlfaCon: Sua família, amigos ou as pessoas que são próximas aceitaram essa sua rotina de estudos? Apoiaram?
Carlize Wibrantz Piccoli: Atualmente, vivo em união estável e moramos na casa dos meus sogros. Meu marido também é concurseiro e compreendeu e me auxiliou muito. Minha família, que inclui a do meu marido, sempre me apoiou e todos se mantiveram próximos, tenho muitas pessoas que devo agradecimento por essa conquista, não é só minha.

AlfaCon: Você tentou outros concursos público antes do INSS? Como foi a sua experiência?
Carlize Wibrantz Piccoli: Sim, prestei vários concursos, não para treinar, mas com objetivo de ser aprovada. No começo minha nota era baixa, longe da média para classificação. Com o tempo fui melhorando e já conseguia me classificar, até que a aprovação dentro das vagas aconteceu.

AlfaCon: Começou a estudar com edital aberto? Caso não tenha sido este o caso, como foi para se manter motivado mesmo sem edital previsto?
Carlize Wibrantz Piccoli: Não, comecei a estudar quando as primeiras notícias de que o concurso iria ocorrer começaram a sair. Consegui me manter motivada com o auxílio dos cursos e ajuda dos professores do AlfaCon, mas tive crises durante a preparação. Chegava a ficar semanas sem estudar e depois retornava. Mas, após o edital não parei mais, apenas tirava o sábado ou o domingo como repouso.

AlfaCon: Como conheceu o AlfaCon?
Carlize Wibrantz Piccoli: Pela indicação de meu marido que estuda para Carreiras Policiais com o AlfaCon.

AC: De que forma o AlfaCon te ajudou nessa jornada?
Carlize: Pela experiência e didática dos materiais que são incríveis, objetivos e pontuais.

AC: Você utilizava alguma técnica específica para aprender e memorizar o conteúdo? Pode compartilhar suas técnicas com a gente?
Carlize: Não usava técnicas, com o tempo fui entendendo como eu rendia e aprendia mais, cada pessoa é diferente. Temos que nos conhecer. Eu assistia as aulas, anotava o que era importante (complementando as apostilas) revisava sempre e fazia muitos exercícios.

AC: Qual foi a maior dificuldade que enfrentou no período de estudo?
Carlize: Fazer com que as pessoas entendessem que estudar é como trabalhar, tem que ter disciplina, horários, metas e a rotina.

AC: O que fez para superar esses obstáculos?
Carlize: Independente do que acontecia eu cumpria com a minha programação do dia e, se atrasava, seguia até mais tarde com os estudos. Muito importante é descansar também, no início tentava ter 8 horas de sono por noite, depois, quando saiu o edital, foram 6 horas de sono, mas tem que descansar.

AC: Quando o concurso se aproxima sabemos que é difícil controlar a ansiedade, nervosismo e até mesmo insegurança. Como foi esse período para você?
Carlize: Senti tudo isso, mas tive ajuda de uma psicóloga, tomei alguns calmantes naturais e um receitado por médico. Nos últimos dias antes da prova, revisei e foquei na resolução dos exercícios, mas reduzindo a intensidade dos estudos e tentando relaxar mais.

AC: Qual foi seu maior acerto durante a preparação? Houve falha?
Carlize: Acima de tudo é ter foco e persistência. Falhas tiveram sim, mas com elas ficamos mais fortes. Observei que deveria ter me dedicado mais nas matérias que tenho mais dificuldades e não gosto, porque elas se tornam mais difíceis.

AC: Deixe uma dica para quem está nesta caminhada rumo à aprovação.
Carlize: Não desistam, pois todos somos capazes de chegar lá. Tenha foco e persistência que o seu dia irá chegar!

Saiba tudo o que o AlfaCon fez voltado ao INSS para conquistar tantas aprovações:

37 ideias sobre “AlfaCon aprova 25% no concurso do INSS – conheça uma das aprovadas!

  1. 25% de aprovados contando com os que ficaram na reserva prevista no decreto 6.944/2009 né… Porque, dos 800 candidatos REALMENTE APROVADOS, o Alfa ficou com uma porcentagem bem menor… Mas eu entendi a jogada de Marketing.

  2. gostaria de saber se o pessoal do presencial esta estudando para o INSS. Parece que esta previsto um novo concurso para 2017.

    • boa tarde! acho pouco provavel antes do termino de validade deste, só para informação em 2014 em Goiás lançaram um processo para contratação de soldado da PM, e os haviam classificado no concurso anterior entraram com ação e ja estão trabalhando, seria muito arriscado um novo concurso para INSS antes de vencer o prazo, ou seja somente em 2018, mas vamos continuar os estudos.

  3. Como colocar foto aqui no blog?

    No campo acima, “pesquisar” digite: GRAVATAR e assista ao vídeo.

    *Ao lado do seu nome coloque a sua Cidade/Estado.

    • Olá, Leandro.
      Repasse à equipe o pedido de disponibilizarem com antecedência a lista de exercícios da aula de Matemática de amanhã com o Arruda.

      Força & Honra.
      Abraço

  4. Pessoal de vendas, continuo aguardando um de vocês ligarem pra mim!! Meu anual termina dia 07 (domingo).

  5. Bom dia Equipe Alfa, quero mais uma vez pedir, por favor, revisem os conteúdos do curso de Auditor Fiscal do trabalho. As aulas de AFO não estão iguais aos PDFS, já tive o mesmo problema com DAdministrativo.
    Agradeço a Compreensão!

  6. que loko esse professor de ELEITORAL! dá uma aula de crime de responsabilidade e a questão no final é de eleição majoritária!!!

  7. Pessoal boa noite.Eu fiz 84 pontos líquidos.Acertei 100 e errei 16.Concorri aqui pra Fortaleza-Ce.Já tenho uma experiência com concursos já passei em mais de 3.Só que para assumir e tomar posse foram em 3.Já passei na Guarda Municipal de Fortaleza.Onde por lá trabalhei um ano.Depois passei no concurso da Marinha do Brasil onde trabalhei 3 anos e meio e atualmente sou Cabo da Polícia Militar do Ceará.E tava um pouco parado nos estudos.Aí surgiu a noticia do INSS e cansando desse trabalho de policial militar tentei e não deu pra ficar entre os 9 de Fortaleza,mas fico feliz pelo meu desempenho.Pois trabalhando e estudando e ainda cuidando das coisas de nossa família e faculdade não é nada fácil.Mas,a luta continua e digo aos que estão nessa luta dos concursos não desistam.Tudo que falam aqui no Alfacon é verdade.Esse Evandro Guedes é todo bestão,mas ele manda mtooo bem no que faz.Ele e toda a equipe do Alfa tem meu respeito e admiração.Desejo sucesso a todos e quem sabe em breve os que não passaram irão conseguir a tão sonhada aprovação.Abraço a todos vocês!!!!Ass:Castro Neto Fortaleza-Ce.

  8. Boa noite pessoal!
    Passando pra dizer que estou muito feliz. Fui aprovada em 4º lugar na Gex. de Goiânia.
    Com certeza o Alfacon foi fundamental pra que eu conseguisse esse resultado.
    Queria agradecer a toda equipe, principalmente a professora Giancarla que fez o português ficar menos difícil.

  9. BOA NOITE ALGUEM POR GENTILEZA PODERIA ME PASSAR O PDF DA AULA DE ONTEM DA GIAN E DA FAUTH, QUEM PUDER AGRADEÇO DE CORAÇAO.
    OBRIGADA.

  10. E quanto aos excedentes?! Será que são grandes as chances? Só 2000 e poucos aprovados, esse número é quase o de vagas imediatas oferecidas nos outros concursos do INSS…

  11. Alguém sabe dizer se a cespe disponibilizará alguma lista com a colocação dos demais candidatos que não ficaram dentro da classificação de aprovados??

  12. Alguém sabe dizer se a cespe disponibilizará alguma lista com a colocação dos demais candidatos que não ficaram dentro da classificação de aprovados??

  13. Meu nome não consta na lista,minha nota foi baixa. Ainda posso ter esperança,caso eles venham a chamar durante o prazo de validade?

  14. Olá, seu meu nome não está constando na lista significa que não posso ser chamado nem mesmo dentro do prazo de validade do concurso? Fiz 86 pontos pra São José do Rio Preto-SP.

    • Acho que é isso. Também tirei uma boa pontuação. Fiz 94 pontos para a gerência executiva de Manaus. Apenas três com a mesma pontuação que a minha ficaram na relação. Esperava que meu nome estivesse nessa lista. No entanto, não está. Força!!!

    • Gostaria de compartilhar minha experiência com a teoria do chute consciente. Acho a teoria lógica e com muita probabilidade de dar certo. Porém, nem sempre isso acontece. Acabei ficando fora do cadastro de reserva por conta do seu uso. Também não estou dizendo que deixarei de usá-la. Tenho visto muitos depoimentos de pessoas que conseguiram ganhar ponto com ela. Infelizmente, não tive essa sorte.

Os comentários estão fechados.