O quê levamos desse vida!

fe'

Eu acredito!

Meus caros, todos os dias que acordo agradeço a Papai do Céu pela minha família, pelos meus alunos, enfim, pela minha vida. A postagem de hoje será para atacar direto seu coração, sua vida, sua alma! Minha intenção é pegar um passe livre para entrar na sua casa, na sua vida, enfim, um passe para que possa fazer parte da sua família!

“Uma pessoa a quem tenho muito respeito um dia disse: “Quem disse que amar é falar aquilo que o outro quer ouvir!”

Minha esposa e minha filha sempre comentam que escrevo para o blog com uma rapidez incacreditável e que nunca leio em conferência o texto, ou seja, sempre acabo de escrever e publico. Elas sempre comentam também que não há moderação inicial do blog.

Respondo a elas que acredito sinceramente que escrevo encaminhado por Papai do Céu e que moderar e não dar a oportunidade de ouvir o que a pessoa quer falar no momento em que lê e sente o texto!

O porquê estamos aqui?

Já refletiram sobre isso? Bem, eu sempre faço essa reflexão. Há alguns anos eu era soldado da polícia militar do estado do Rio de Janeiro e não tinha dinheiro sequer para pagar um plano de saúde. Vou compartilhar dois momentos da minha vida que tenho certeza vai servir de mola impulsionadora para a mudança de milhares de pessoas!

2001!

Esse ano foi um ano muito difícil. Eu já estudava havia 3 anos e vinha de uma pancada sem fim na prova da polícia federal de 2000 (os famigerados -8 pontos na prova da CESPE/UNB). Eu já estava formado em Administração de empresas e aconteceu o meu segundo presente de Papai do Céu (que foi a gravidez da Tati, o primeiro foi a própria Tati, porque por si só ela é o presente original. Não fui eu que escolhi, foi Papai do Céu que me deu ela!).

A Tati estava de nove meses naquela sexta feira e eu fui trabalhar de plantão a cerca de 30 quilômetros da minha cidade. Acordei cedo, dei um beijo na Tati e fui trabalhar. Por volta das 14 horas me avisaram que minha esposa estava em trabalho de parto no hospital público e que o médico tinha pedido um cheque caução  e que sem essa garantia ele não operava.

Despenquei de qualquer jeito para o hospital e vi a Tati urrando de dor no corredor, sem apoio algum. Depois de muito brigar entrei na sala do médico e fui o Evandro de sempre: “- Dr. se meu filho e minha esposa morrerem você vai junto! Bem, sei que conseguem imaginar o Evandro fardado, irritado, desesperado e puto!

O médico resolveu operá-la…. não precisou e minha filha nasceu sem apoio, sem médico, sem nada, nasceu no corredor!

Depois disso tomei uma prisão administrativa porque sai sem avisar do meu posto de trabalho! Sem grilo, além de valer a pena estudei como se o mundo fosse acabar naqueles dias! (Pessoas especiais enxergam em problemas grandes oportunidades de mudar de vida!)

2015

Em uma sexta feira a Tati entrou em trabalho de parto! Ela como sempre guerreira quis fazer parto normal. Foi chamada no hospital de “a guerreira” pelas enfermeiras, pois nenhuma das gestantes ali queriam sentir a dor do parto! Ela ficou na policínica de Cascavel, esse hospital sequer atende pelo Sus. Paguei o melhor quarto, os melhores médicos, enfim, toda a estrutura que o dinheiro pode pagar do melhor!

Ela entrou em trabalho de parto e eu estava lá gravando.

O momento mais difícil da minha vida:

O Danilo apontou e vi o desespero do médico. Ele gritou para chamarem o Pediatra. Bem, fiquei exatos 34 minutos vendo meu filho sendo ressuscitado, pois nasceu com o cordão umbilical enrolado no pescoço o que fez ele desmaiar.

Minha vida toda passou naqueles 34 minutos! Graças a Papai do Céu os médicos, a estrutura, enfim, tudo convergiu para que tudo desse certo e mais um guerreiro nasceu!

No outro dia, no sábado bem cedo acordei e fui direto ao presencial conversar com meus alunos, relatei tudo que vocês estão lendo agora e fiz o seguinte discurso:

O quê levamos dessa vida!

Levamos o caráter, a amizade, o que fazemos de bom e de honesto com as outras pessoas! Batalhem como se hoje fosse o último dia da sua vida, acredite em você e batalhe por sua família, pelas pessoas que vocês amam e para que no futuro possam literalmente pagar pela estrutura que precisará para ter um vida tranquila!

O quê mais me entristece é ver um aluno saudável, novo, cheio de vontade desistir de seus sonhos por motivos banais! Não deixem que os problemas impeçam você de ser o que você sonha em se transformar.

Somos especiais porque acreditamos nisso, eu, o Evandro, sou especial porque acredito nisso e porque acordo cedo e trabalho todos os dias para mudar a minha vida e de todas as pessoas que precisam de mim e nisso meus filhos, incluem vocês, mesmo que eu nunca tenha visto seu rosto!

“Você não tem obrigação alguma de se espelhar em meu sucesso! Mas tem sim, a obrigação de se espelhar forte na minha irritante insistência em não concordar com o que a vida reservou para mim! “

Amo a sua vida e acredito em você. Para dar certo, basta simplesmente você acreditar em você!

Alfartanos, força!



186 comentários sobre:
O quê levamos desse vida!

  1. Caroline Licodiedoff comentou em :

    Não pude evitar as lágrimas! Embora eu não tenha marido e filhos, eu tenho os meus pais, e sonho em realizar muitos dos sonhos dele. Obrigada por me manter em pé, todos os dias! Amo também a sua vida! ♥

    • Yane Frota, Acre comentou em :

      Impossível não se emocionar. Evandro é como um herói de revistas em quadrinhos, aqueles em que sempre sonhamos e queremos ser . Alfartanos, FORÇA !

  2. Elaine, Aracaju comentou em :

    É lindo ver o amor que Evandro tem pelos seus alunos. Ta me ajudando muito a iniciar esse novo desafio que escolhi para minha vida. “É na subida que a canela engrossa”

  3. wallace ricarte comentou em :

    Evandro, Sou seu fã! você e meu pai tem histórias muito parecidas, por isso me espelho muito em sua pessoa, pois vejo em você ele. Obrigado e Que papai do céu posso abençoa-lo cada vez mais preservando a fé sempre em sua família. Alfartano até o fim!

  4. Daniele comentou em :

    Muito bom! Bela história! Valeu por compartilhar!

  5. Marcia Michelline comentou em :

    Realmente vc é especial…Deus é perfeito em tudo o que faz,até em nossas dores,pq através de uma dor muito forte em sua vida ele despertou um gigante adormecido pra acordar outros tantos iguais a vc…tenho fé que um dia ainda te verei pessoalmente na minha cerimônia de posse da PRF e poderei dizer: – Alô você!!
    Obrigada Guerreiro,pelo seu exemplo e força que me passa a cada aula que assisto!

  6. Jammyla Monik comentou em :

    Hoje precisava ler isso! Obrigada por nos motivar :)

  7. cleiton americo de jesus comentou em :

    obrigado pelo apoio evandro e toda a equipe, confesso que as vezes pensei em para mas sempre vcs da um apoio mto relevante para mim, vou compra o cursos de vcs por que acredito em sua didática que DEUS abencõe todos vcs… um forte abraço

  8. Janielen comentou em :

    Evandro, você é realmente um homem usado por Deus. Obrigada.

  9. Paulo Araújo comentou em :

    Você é sabio meu caro. Oro ao Pai do Céu pela sua vida, família e equipe Sempre. Tenho orgulho profundo de Ser seu aluno. Mensagem muito oportuna. Valeu! !!

  10. nubia comentou em :

    A cada dia você me inspira mais, Deus te ilumine sempre para que você possa levar luz para quem estar no fim do poço.Obrigada!

  11. Mary comentou em :

    Adorei o texto. Hoje estava muito triste pois venho estudando algum tempo pra concurso meu sonho é TRT, fiz PC-CE levei pau por 3 questões, mãe já desanimada comigo entre outros e em busca de motivação parei aqui. Só queria agradecer pelo texto.

  12. Axia Moura da Silva comentou em :

    Olá Evandro e toda equipe!
    Conheci vocês através de um amigo, e mesmo não tendo muito recursos acredito na didática de vocês e vou fazer o impossível para conseguir comprar um curso completo. Vocês realmente faz com nós acreditemos em nós mesmos. Obrigada pelas palavras e por compartilhar conosco momentos que nós trazem a fé de ter um futuro melhor através do nosso esforço.
    Abraço

  13. nubia comentou em :

    Obrigado Evandro por me ajudar a seguir em frente e não desistir em meio as dificuldades.