HISTÓRIA DE VIDA! REPUBLICAÇÃO!


“ATENÇÃO: TÃO OU MAIS IMPORTANTE QUE QUE A POSTAGEM É A LEITURA DOS COMENTÁRIOS, POIS A POSTAGEM É O MEIO E OS COMENTÁRIOS SÃO UM FIM A TUDO QUE DIRIGIMOS AQUI, QUE É A MUDANÇA DE VIDAS!”

(PRIMEIRA PARTE)

 Meus caros leitores e alunos, posso dizer que de 1998 até hoje minha vida deu uma reviravolta que por várias vezes ao dia chego a me perguntar se realmente é verdade. Estou tão calejado de levar pancada da vida que hoje, não me dou ao direito de achar nada ruim ou achar que as coisas não podem melhorar. Aqui, quero que vocês se apeguem, pois ter perspectiva é a chave para vencer na vida!

Gosto muito de falar desse carrinho que tive, pois ele foi uma ferramenta decisiva em minha vida. Sem ele, dificilmente eu conseguirá alcançar meus sonhos, não pelo bem material, até porque ele não valia praticamente nada, mas sim pela praticidade que ele me proporcionava.

Essa história começa em meados de 2003, nessa época eu estava ruim toda vida de grana e tinha tomado um pau no concurso da PRF que tinha perdido até o caminho de casa. Eu estudava forte para esse concurso com mais dois outros amigos, esse concurso tinha 2.200 vagas e chamaram 6.600 para as outras fases, os meus dois amigos – que estudavam menos que eu -, ficaram nas primeiras colocações e eu nem apareci na foto, bem, mas essa é outra história!

Nessa época, meu dinheiro acabou e a minha situação estava negra. Eu era soldado da polícia militar do Rio de Janeiro e ganhava uns R$ 750,00 salvo engano. Contudo, eu tinha um monte de empréstimo em contra-cheque e estava muito, muito enrolado, enfim, o dinheiro não dava para nada.

Nessa época, eu parava com tudo, menos de estudar, pode acreditar! Eu via na minha aprovação a saída para os meus problemas. Eu estudava aos sábados no curso preparatório na capital – estudava somente aos sábados de 07:30 as 19:30. O maior problema é que eu não tinha dinheiro para pagar as contas, fazer compras, pagar a mensalidade da van que me levaria para o curso e também não tinha dinheiro para pagar o curso, menos ainda para comprar livros.

Assim, eu era obrigado a trabalhar na PM, fazer segurança em um restaurante a madrugada toda, fazer segurança durante o dia em uma empresa de ônibus e ainda achar tempo para trabalhar no taxi do meu pai, isso tudo tendo que associar com o meu turno, que era de 19:00 as 07:00 da manha dia sim e dia não, ou seja, 12 por 36 horas e o que é pior, eu tomava conta de uma ponte – essa…….ufa!! é outra história!

Nessa época, eu andava a pé, porque tive que vender meu carro por conta de dividas, mas o pior é que com as seguranças e todo o resto – sem falar que eu morava longe pacas e a estrada era de chão e o que é pior o ônibus não chegava lá e obrigava a gente a andar uns 4 KM até minha casa – eu não podia andar a pé, assim, consegui financiar um carro em 36X, financiei um Kadet vermelho (muito feio) eu pagava R$ 336,00 de prestação e isso era praticamente o que eu ganhava liquido na PM. Em resumo, eu vivia de fazer bicos!

Certo dia, fui levar um amigo para que ele buscasse umas peças para a motocicleta 1.100 dele – ele era meu amigo, mas o serviço era de segurança mesmo, assim eu cobrava – e na volta capotei com meu carro e acabei com ele!

Resultado, endividado e sem carro. Parei de pagar o financiamento, parei de pagar minha casa pela CEF, parei com tudo e fiquei sócio Premium do SPC e do SERASA. Meus filhos, como viver minha vida sem um carrinho para que pudesse me locomover, carro não era luxo, era material de primeira necessidade. Naquela época eu conseguia viver até sem papel higiênico, dava para viver sem comer, mas não dava para ficar a pé!

Um dia após o capotamento eu entrei em desespero, achei que não tinha saída, mas acreditem, tudo, mas tudo mesmo pode parecer estar perdido que com um pouco de perspectiva tudo dará certo e foi exatamente o que aconteceu!

O ACHADO!

Um mês após o capotamento eu fui tirar serviço em outro batalhão e achei um colega de farda vendendo um golzinho 1988/1989 branco, meu Deus do Céu! Que carro feio era aquele. Estava todo arranhado, os bancos rasgados e o motor fazia um fumação, sem falar que ele não tinha praticamente documento. O cara me apresentou um documento ano 1992 todo rasgado e não tinha documento de compra e venda. Mas algo me chamou a atenção, o cara queria vender o carro por cerca de R$ 2.000,00 e segurava em cheque para 90 dias, eu claro, não tinha dinheiro e também não tinha cheque, pois já estava de sócio do SPC e SARASA, então o que fazer?

Achei uma solução pratica, se eu pedisse ao meu pai para me emprestar um cheque nesse valor, ele nem a pau iria me emprestar, então disse a ele que precisava de um cheque para fazer compras e que não deixava ser mais de R$ 100,00. Assim, peguei o chegue, e dei ao rapaz e disse a ele para não entrar antes. Meu povo, acreditem ou não eu consegui juntar aqueles dois mil reais em 3  meses e nem me pergunte como, pois trabalhei no taxi até de madrugada e detalhe, EU NUNCA PAREI DE ESTUDAR UM MINUTO SEQUER!

(SEGUNDA PARTE)

Meus povo, com aquele carrinho eu fazia minhas seguranças, conseguia ir e vir do trabalho para casa e tudo corria bem. O problema não era o documento do carro, pois como eu era policial tudo se resolvia na carteirada, sei que era errado, mas sei também que era por uma boa causa! O maior problema era o estado do carro, ele estava desmanchando. Em uma oportunidade eu estava indo para o trabalho e parei em um ferro velho. Vi que tenha uns kits de gás natural jogados no canto da loja e consegui (não queiram saber como) que o cara instalasse na mala do meu carro.

O problema (sei que estou repetindo a palavra problema, mas nessa época tudo era problema mesmo) era que o cara não estava nem ai para a instalação e colocou a botija na mala de qualquer jeito, soldou ela direto na mal, isso é coisa de maluco, mas foi assim mesmo que ele fez.

Bem, eu tinha ficado faceiro, pois com R$5,00 de gás natural eu ia para a universidade e voltava e ainda sobrava para ir trabalhar. Assim ficou por uns 3 meses, um belo dia eu sai de casa e a rua que dava acesso ao centro era de estrada de chão e havia chovido um dia antes, assim era só buraco. Contudo, eu sempre ficava com medo do gás natural acabar e eu ficar a pé (eu já tinha passado a maior humilhação da minha vida por conta disso!) , assim, eu sempre deixava uma reserva de gasolina no tanque de combustível e aquele dia era especial, pois eu iria colocar R$ 15,00 reais de combustível, algo inédito!

Meu povo, para minha surpresa o frentista me chamou assustado e disse o seguinte: O moço, acho que você perdeu seu tanque de gasolina, pois eu abasteci a caiu tudo no chão. Eu sai assustado e sem acreditar do carro e quando abaixei…. Não acreditei, realmente o tanque de gasolina tinha caído na estrada e como eu estava no gás natural não percebi, o pior é que a botija do gás natural que estava soldado no fundo do carro estava parecendo um míssel, pois foi ela que forçou o tanque para baixo! Naquele dia o frentista me deu uma solução momentânea que virou permanente: Ele me ensinou a colocar umas garrafas pet de 2 litros cheias de gasolina diretamente no carburador do carro e disse para eu comprar outro tanque, resultado, depois daquilo eu colocava umas 4 garrafas de 2 litros com gasolina na mala do carro, pronto resolvido, acabava o gás natural eu colocava a pet na frente do carro. Isso tudo, SEM NUNCA PARAR DE ESTUDAR!

Depois disso: O carro quebrou a maquina de vidro: Tranquilo, era só colocar um pedaço de pau no vidro e tudo certo, chovia, encaixava o pau, fazia calor, tirava o pau! Os pneus eram o mais fácil de resolver, pois sendo PM no Rio é só ir a um ferro velho e pegar pneus –SEMI NOVOS (risos). O carro quebrou no meio – literalmente -, sem problema a solda serve para isso mesmo! O carro se transformou em flex, pois a gasolina estava muito caro ai resolvi o problemas colocando 3 litros de etanol e 1 litros de gasolina, o carro tossia um pouquinho mas andava, isso era o mais importante! ( tem muito mais, mas deixa quieto -risos- )

Meu povo, você pode até não acreditar, mas foi ele que me ajudava a estudar as madrugadas quando eu trabalhava na PM, ele virou um escritório, repleto de livros e apostilas e era lá que eu montava meus planejamentos de estudo.

O DIA D

Um belo dia eu fui normalmente para o curso na capital, contudo, aquele dia tinha sido traumático, pois um amigo que estudava para auditor da receita já fazia uns 5 anos tinha ficado reprovado no concurso de auditor fiscal do Estado do Amazonas, ou melhor, ele havia passado, mas com mudança de gabarito ele ficou fora.

Viemos conversando e ao chegar a nossa cidade ele foi para o carro dele (uma parati velha) e eu para o meu sofridão. Meu povo, ele bateu a chave no carro dele e o carro não pegou, eu bati a chave no meu e advinhem? Não pegou também e como quem esta errado o universo conspira inteira contra, o céu resolveu ferrar de vez com a gente e mandar aquele temporal, resultado, fomos para casa humilhados ao extremo e chorando as magoas, mas SEMPRE SEM PARAR DE ESTUDAR!

Passei uns 2 anos com esse carrinho e vi ele e eu sendo deteriorados pela vida. Pensei em tudo, tudo mesmo, mas nunca pensei em PARAR DE ESTUDAR. Foi em uma noite de sexta feira dentro dele, trabalhando de guarda de ponte interditada que aprimorei um planejamento de estudo que se encaixou perfeitamente em minha realidade e que até hoje passo para meus alunos.

Conclusão: Sei que pode parecer besteira lembrar dessas coisas, mais isso serve para que você tenha uma noção que a sua vida não esta ruim. Isso tudo que passei tem pouco tempo e de tudo, de tudo mesmo, só tenho que agradecer a Papai do Céu, pois foi ele que me deu força para não parar de estudar.

Tenho orado muito por meus alunos e em especial pelos meus monitores ( que são um projeto especial em minha vida!) , mas não peço que eles passem em um concurso, não peço que eles tenham dinheiro ou que tenham uma vida fácil, peço somente que Papai do Céu de força aos corações para que eles não desistam de seus sonhos e que me mantenha forte aqui, todos os dias. Quem me conhece, sabe que choro junto – TODOS OS DIAS -, com meus alunos, pois na verdade, são meus filhos!

Por esse motivo, nessa fase de preparação esqueçam os filmes tristes, espelhem-se em histórias de vitórias, assistam a procura da felicidade e filmes que tenham o mesmo sentido, parem – com exceções desses filmes que só motivam -, de assistir TV, parem de festar, parem com tudo, esqueçam o lazer, esqueçam o conforto e entrem junto comigo e minha equipe nessa vida – louca – em busca de um lugar ao sol!

Não reclamem, não digam que não conseguem estudar, pois o difícil não é estudar, o difícil é acordar todos os dias, por toda uma vida e ir trabalhar em um lugar que você não gosta, fazendo algo que odeia e ganhando nada para isso. Ver seus filhos pedirem coisas simples e vocês terem que negar, ver sua esposa (o) pedir algo e você falar que não dá, ver seu pai doente e não poder ajudar, passar uma vida inteira comendo o que dá e nunca o que quer, comprando somente o que pode e nunca o que deseja!

Seja firme hoje, pois o sucesso é proporcional ao esforço que desprendemos e o seu futuro só pertence a você ! Seja vivo, fique firme e venha fazer parte dessa equipe vencedora!!! Não ache nada difícil, pelo contrário de graças a sua saúde! Venha você estudar, traga seu filho, seu irmão, seu pai, sua mãe! Tenha uma razão para ficar vivo, ficar vivo é ter esperança, ter esperança e ter força para trabalhar e batalhar por algo melhor, enfim, sinta-se vivo!

P.S: Para você que acha que tudo que digo é balela, que tudo que pensamos é demais para você: Sai do nosso site seu parasita, pois você só serve para contaminar os bons. Aos fracos pão água, aos fortes somente a vitória interessa.

Amo a vida de vocês – meus fortes guerreiros! Aos fracos, somente migalhas!!!

P.S: O carrinho me ajudou até a tomar posse, pois quando fui nomeado vendi ele por R$ 700,00, isso mesmo setecentos reais, assim paguei R$ 400,00 da viagem para o Paraná e ainda me sobraram trezentão para gastar! Imaginem a felicidade de quem comprou!

OBSERVAÇÃO: Postem comentários, pois é muito importante a sua opinião e acreditem, escrever ajudar a dar força para prosseguir nessa batalha!

Fé, força e rumo a aprovação e nunca se esqueçam: DEUS É PAI!



215 comentários sobre:
HISTÓRIA DE VIDA! REPUBLICAÇÃO!

  1. Vinicius comentou em :

    É isso ai, to na mesma! Tirando a falta de grana que voce tinha (o que deixa minha situacao 1000x melhor), eu trabalho o dia todo (por que nao rola ficar sem fazer nada aqui na residencia por pedidos paternos), estudo a noite na faculdade e só depois é q eu estudo para concursos. Estudo até umas 2horas da manha e vou dormir, acordo as 7:30 pra trabalhar. Faço curso no fds para receita. Como foi pedido comentarios para ajudar deixo aqui o meu. Não é impossível estudar sem tempo, é apenas muito difícil, mas é só ter os sois “Pês”, perseverança e paciencia que da certo. O negócio e nunca parar de estudar! Forca galera, e rumo a aprovacao!

  2. Sandro Cesar Trombini comentou em :

    Evandro, a postagem de seu depoimento, e experiencia de concurseiro só ajuda a nós dar força que estamos nessa batalha em busca de nossos objetivo que é passar no concurso da nossa vida por isso eu gosto de uma frase “sofrimento é passageiro, mas o cargo é para sempre”
    Forçaaa ALFARTANOS

  3. adriano rodrigues da silva comentou em :

    QSL, EVANDRO EU TAMBEM SOU SEGURANCA EM SP,E SONHO EM
    TRABALHAR NA POLICIA FEDERAL,ESTUDO COM UMAS APOSTILAS QUE
    EU TENHO, ESTOU INICIANDO O TECNOLOGO DE GESTAO EM SEGURANCA
    EM BREVE VOU COMPRAR QUERIA MUITO COMPRAR A APOST DA R.F MAS NAO TENHO DINHEIRO ESTOU DESENPREGAD, MAS EM PREVE PREDTENTO
    COMPRAR O CURSO DO DEPEN ACHEI MUITO COMPLET,FUI CRIADO NA FAVELA DE SP MAS TENHO SEDE DE VITORIA, ESTUDO E TREINO ARTES MARCIAS TODO DIA
    QR ESTAR BEM PREPARADO QUANDO CHEGAR MINHA HORA NA P.F.PESSO A DEUS
    TODO DIA ;;MEDA PODER DE FILHO…FORÇA E ENERGIAAA GUERREIROS;;

  4. Ribeiro comentou em :

    Como vai profº Evandro!

    Comecei a estudar pra concursos nesse do INSS, o tempo foi pouco, estudei sozinho e fiz 42 pontos, não foi dessa vez, mas eu já sabia.

    Estou em uma situação parecida. Meu salário dura um dia, odeio meu trabalho, tenho dois filhos para sustentar, esposa, contas, sou cliente do SPC, SERASA, etc…

    O que me animou foi uma aula que vi no youtube sobre a Lei 8213 que você explicava o que eu nunca havia entendido, por isso nunca animei estudar pra concursos.

    Ainda não tenho condições de pagar um cursinho, mas com toda certeza (se Deus quiser), irei passar no concurso da Caixa e terei uma condição melhor de voltar aqui e me preparar para o cargo que eu tanto desejo. As coisas só melhoram quando “a coisa aperta” e saímos do nosso mundinho pra começar a viver de verdade.

    Um grande abraço e obrigado por estas mensagens de motivação!

  5. thiago comentou em :

    hei hei