O SIMULADO ESTA NO AR! VAMOS ALFARTANOS!

Meu povo, já são mais de 670 gabaritos enviados em menos de 24 horas, assim, não queremos ninguém de fora desse simulado, pois a regra já é conhecida:

“Jogo é jogo, treino é treino, mas sem treinar, ninguém joga bem!’

DICAS PARA QUE VOCÊ NÃO DEIXE DE APROVEITAR O SIMULADO!

  1. O tempo de prova deve ser respeitado e não pode ser “fracionado”, ou seja, começou termine!
  2. Reserve pelo menos 20 minutos (no mínimo) para enviar o gabarito.
  3. Cuidado com o erro de preenchimento de gabarito.
  4. Técnica de fazer prova é importante e isso você pega aqui, no simulado. Dessa forma, veja por onde você começa e por onde vai terminar a prova!
  5. Dica importante é saber onde esta errando mais, pois é ali que você vai combater para melhorar seu desempenho!
  6. Reserve um turno e chame um grupo para resolver a prova, isso funciona como trabalho em grupo e para ser sincero é a única forma que vejo que o estudo em grupo tem realmente funcionalidade!
  7. Ache um lugar tranquilo e sem barulho e tente fazer a prova sem interrupções, ou seja, tempo corrido. Assim, SIMULE de verdade a tensão da prova!
  8. Quando houver tempo, digo “quando houver tempo”, refaça os simulados, assim 4 viram 8 e as matérias serão massificadas, mas lembre-se: Corrigir os erros e “ler” os acertos é primordial!
  9. Não ligue se sua nota for baixa, assim, o que não pode acontecer é a sua nota começar a cair muito e se isso acontecer é porque a preparação pode estar sendo feita errada e nesse caso peça socorro que a Equipe Alfa socorre  você!
  10. Peça força a Deus, mas não peça para passar no concurso, peça somente saúde e força, pois a obra Ele faz e o trabalho aqui na terra é nosso!

 

Fé, força e rumo à aprovação!



84 comentários sobre:
O SIMULADO ESTA NO AR! VAMOS ALFARTANOS!

  1. Ewerton Luiz comentou em :

    Gabarito enviado!

    Tô suando frio, tchê!

  2. Cristian Lima - Equipe Alfa Concursos (Setor de Materiais) comentou em :

    Pessoal, irei postar abaixo as questões de português que estão com erros de diagramação, peço desculpas pois o erro de diagramação foi meu e não do professor. Hoje ainda enviaremos e-mails a todos que adquiriram o material no site das apostilas e postaremos em nossos sites as erratas para os alunos do presencial e todos vocês terem acesso.
    abaixo segue as questões de PORTUGUÊS com erro de diagramação para ir adiantando seus estudos.

    Devido a um erro de diagramação segue abaixo correção dos seguintes exercícios de língua portuguesa (16 a 24 e 47).

    A história das chamadas relações entre sociedade e natureza é, em todos os lugares habitados, a da substituição de um meio natural, dado a uma determinada sociedade, por um meio cada vez mais artificializado, isto é, sucessivamente instrumentalizado por essa mesma sociedade. Em cada fração da superfície da terra, o caminho que vai de uma situação a outra se dá de maneira particular; e a parte do “natural” e do “artificial” também varia, assim como mudam as modalidades do seu arranjo. Podemos admitir que a história do meio geográfico pode ser grosseiramente dividida em três etapas: o meio natural, o meio técnico, o meio técnico-científico- informacional. Alguns autores preferirão falar de meio pré-técnico em lugar de meio natural. Mas a própria ideia de meio geográfico é inseparável da noção de técnica. Para S. Moscivici (1968), as condições do trabalho estão em relação direta com um modo particular de constituição da natureza, e a inexistência de artefatos mais complexos ou de máquinas não significa que uma dada sociedade não disponha de técnicas. Estamos, porém, reservando a apelação de meio técnico à fase posterior à invenção e ao uso das máquinas, já que estas, unidas ao solo, dão uma toda nova dimensão à respectiva geografia. Quanto ao meio técnico-científico-informacional é o meio geográfico do período atual, onde os objetos mais proeminentes são elaborados a partir dos mandamentos da ciência e se servem de uma técnica informacional da qual lhes vem o alto coeficiente de intencionalidade com que servem às diversas modalidades e às diversas etapas da produção.
    (Milton Santos. A natureza do espaço: espaço e tempo; razão e emoção. 3 ed. São Paulo: Hucitec, 1999. p. 186 e 187)
    16. No texto, o autor
    I. evidencia seu desacordo com os estudos da história das chamadas relações entre sociedade e natureza, por considerar esses dois polos naturalmente inconciliáveis.
    II. Defende que o progresso de uma sociedade se mede pela interferência cada vez mais intensa de instrumentos no meio em que se vive.
    III. adverte para o caráter altamente singular tanto do modo como cada agrupamento humano está numa também singular natureza, como do modo como age sobre ela.
    IV. reluta em acatar a clássica divisão da história do meio geográfico em três estágios, porque, sendo essa tripartição pouco refinada, impede teorização aceitável.
    V. aponta as diversas modalidades de agrupamentos sociais como dificuldade relevante para a configuração de um meio menos natural, isto é, tecnicamente mais adequado.
    Está correto o que se afirma em
    A. I e II;
    B. V apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    17. Leia as sentenças abaixo:
    I. O futuro do presente simples preferirão (linha 15) foi empregado para exprimir, com valor de presente,
    II. Se o autor estivesse tratando de “meios”, a forma da expressão teria de ser “meios pré-técnico”.
    III. A conjunção Mas (linha 16), em vez de, como usualmente, introduzir oração que denota restrição ao que foi dito anteriormente, indica apenas que se vai passar para outro assunto diferente, como em “Corrupção é o tema do dia, mas vou falar de amizade”.
    IV. Compreende-se que o autor, em sua abordagem, não estabelece distinção entre “técnicas” e “artefatos”, sejam estes mais complexos ou menos complexos.
    V. O segmento a própria ideia de meio geográfico é inseparável da noção de técnica (linhas 16 e 17) equivale a “o apropriado conceito de meio geográfico prescinde da noção de técnica”.
    De acordo com as ideias presentes no texto, está correto o que se afirma em
    A. I apenas;
    B. V apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    18. Estamos, porém, reservando a apelação de meio técnico à fase posterior à invenção e ao uso das máquinas, já que estas, unidas ao solo, dão uma toda nova dimensão à respectiva geografia. Leia as sentenças abaixo:
    I. O emprego de Estamos evidencia inquestionavelmente que o autor fala em nome do grupo de pesquisadores que adota a expressão meio técnico para designar a fase posterior à invenção e ao uso das máquinas.
    II. Substituindo reservando a apelação por “nomeando”, o segmento manteria a correção e o sentido originais com a formulação “nomeando de meio técnico à fase posterior à invenção e ao uso das máquinas”.
    III. O pronome estas retoma a invenção e as máquinas.
    IV. A expressão unidas ao solo exprime a circunstância que determina a existência da nova dimensão citada.
    V. O termo respectiva sinaliza que se trata da geografia já citada no texto.
    Considerada a frase acima, em seu contexto, afirma-se com correção o que está escrito em:
    A. I apenas;
    B. IV apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    19. Quanto ao meio técnico-científico-informacional é o meio geográfico do período atual, onde os objetos mais proeminentes são elaborados a partir dos mandamentos da ciência e se servem de uma técnica informacional da qual lhes vem o alto coeficiente de intencionalidade com que servem às diversas modalidades e às diversas etapas da produção.
    No trecho acima transcrito,
    I. A colocação de dois-pontos depois de “meio técnico-científico- informacional” preservaria o sentido e a correção originais.
    II. A palavra onde está empregada em conformidade com o padrão culto escrito, assim como o está em “O atendimento foi inadequado, é onde o governador cobrou providências urgentes”.
    III. A expressão os objetos mais proeminentes equivale, no contexto, a “artefatos até os mais simples”.
    IV. O segmento da qual lhes vem o alto coeficiente de intencionalidade pode ser substituído por “a qual devem o alto coeficiente de intencionalidade”, sem prejuízo do sentido e da correção originais.
    V. O segmento da qual lhes vem o alto coeficiente de intencionalidade pode ser substituído por “à que devem o alto coeficiente de intencionalidade”, sem prejuízo do sentido e da correção originais.
    Está correto o que se afirma em:
    A. I apenas;
    B. V apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    Atenção: Para responder às questões de números 20 e 21,considere o texto que segue. “No meu tempo, já existiam velhos, mas poucos”. A frase de Machado de Assis nos leva a supor que havia mais velhosquando ele próprio se tornou um velho. E hoje, muito mais ainda, embora os manuais de redação recomendem que não se fale mais em “velhos”, mas em “idosos”.(Carlos Heitor Cony, “Prazo de validade”. Folha de S. Paulo, A2opinião, 27/10/2011)

    20. No fragmento acima, as formas verbais havia e se tornou foram empregadas para
    I. Indicar, respectivamente, uma ação provável e uma. ação efetivamente realizada no passado.
    II. Indicar, entre ações simultâneas passadas, uma que estava se processando quando sobreveio a outra.
    III. Denotar que ambas as ações tiveram a mesma duração momentânea.
    IV. Substituir, ambas, o futuro do pretérito.
    V. Denotar fatos que foram um (o segundo) a consequência do outro (o primeiro).
    Está correto o que se afirma em:
    A. I apenas;
    B. II apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    21. Leia as sentenças abaixo:
    I. Do ponto de vista gramatical, é apropriada a substituição de existiam por “deviam haver”.
    II. Considerado o que aconselha o padrão culto escrito, é adequada a substituição de recomendem que não se fale por “recomendem que não fale-se”.
    III. Do ponto de vista do sentido, são equivalentes os segmentos quando ele próprio e “quando mesmo ele”.
    IV. As aspas em “velhos” e “idosos”, na última linha, são Exigidas por remeterem às palavras empregadas por Machado de Assis.
    V. O uso de embora sinaliza que os manuais de redação, ainda que se oponham ao emprego de “velhos”, não impedem Cony de usar a palavra para designar “idosos”.
    Está correto o que se afirma em:
    A. I apenas;
    B. I e II apenas;
    C. V apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    22. A líder dos representantes comerciais esqueceu os seus estojos de amostras, o que certamente, explica o constrangimento que todos sentimos. Consideradas a clareza e a correção, assinale o legítimo comentário sobre a frase acima.
    I. Está redigida de modo claro e correto.
    II. Necessita de uma única correção: a colocação de uma vírgula antes de certamente.
    III. Necessita I da correção da ambiguidade — o segmento os seus estojos de amostras pode ser substituído por “os estojos de amostras do grupo”, se esse for o sentido desejado; e II da correção da pontuação — pode ser colocada uma vírgula antes de certamente.
    IV. Necessita de duas correções: I para a eliminação da ambiguidade, o segmento os seus estojos de amostras deve ser substituído por “o seu próprio estojo de amostras”, único sentido aceitável para a frase; II a vírgula depois de certamente deve ser retirada.
    V. Necessita de duas correções: I da substituição do segmento que todos sentimos, inaceitável pelo padrão culto escrito, por “que todos sentiram”, e II da colocação de uma vírgula antes de certamente.
    Está correto o que se afirma em:
    A. I apenas;
    B. V apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    23. Considere a articulação das ideias nos segmentos abaixo:
    I. Havia uma lei que trata dos direitos da mulher, sendo sua condição social qualquer e se juntou nisso o princípio: toda violência tem de ser denunciada.
    II. À lei que trata dos direitos da mulher, de qualquer condição social, incorporou-se o princípio de que toda violência tem de ser denunciada.
    III. Denunciar toda violência é o princípio incorporado na lei referente os direitos da mulher, considerando em qualquer condição social em que estiver incluída.
    IV. Juntando a lei que trata dos direitos da mulher, sob toda condição social que demonstrar, e obrigatoriamente denunciar toda violência, houve uma incorporação de princípios.
    V. Há um princípio toda violência tem de ser denunciada que se incorporou em lei dizendo respeito à garantir os direitos das mulheres, respeitando-a quanto à condição social, desde a melhor até a mais reduzida.
    Está correto o que se afirma em:
    A. I apenas;
    B. II apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    24. Leia as sentenças abaixo:
    I. A mãe sempre intervia nas discussões, mas os malentendidos entre o pai e o filho eram tão frequentes e tão excessivos, que um e outro já não dominavam a sua própria agressividade.
    II. Com aquele jeito bonachão, a cada passo da viagem recaptulava a esplêndida experiência que tivera anteriormente, a ponto dos colegas pedirem que dispensasse as descrições.
    III. Nesse processo de conscientização, são importantes o reconhecimento e respeito às diferenças, e como ele não as exercita só obstrói o crescimento do grupo.
    IV. Se muitas perdas advissem daquela decisão, ele as lamentaria, mas sem imputá-las jamais aos que denominava “guardiães da boa conduta alheia”.
    V. Ao término do prazo de exceção, em que os processos não tiveram andamento, requereu nova acareação, com vistas a questionar o réu sobre as incongruências da anterior.
    Do ponto de vista da correção gramatical, está correto o que se lê em:
    A. I apenas;
    B. V apenas;
    C. III apenas;
    D. I, III e V;
    E. IV e V.

    47. Atente para as seguintes afirmações:
    I. A maior vantagem, nos domínios da informática, consiste no aprimoramento do desempenho e do raciocínio técnico do usuário.
    II. Assim como ocorre com todos os tipos de ferramenta, o uso da informática é em si mesmo neutro, independente da finalidade.
    III. A divisão dos educadores quanto aos recursos da Internet espelha diferentes posições diante do material já “acabado” e facilmente acessível. Em relação ao texto, está correto o que se afirma em:
    (A) III, apenas.
    (B) I e III, apenas.
    (C) I, II e III.
    (D) I e II, apenas.
    (E) II e III, apenas

  3. informante comentou em :

    GABARITO DO INSS VAZA CONFIRAM.

    • cem ovelhas comentou em :

      ha ha ha! E o meu pai é o BATMAN!

  4. informante comentou em :

    confiram a veracidade desse gabarito. GABARITO DO INSS VAZAAAAAAAAAAAAAAA

  5. Frederico Salles comentou em :

    Adorei o site, e principalmente o Simuladão, parabéns pela organização do site!!

  6. Wabner comentou em :

    PEssoal, alguém tem uma tabela de tudo o que tem em “contradição” ?
    Por ex, a lei diz que aposentado q retorna, fará jus somente a SF e reabilitação…
    o decreto diz que ………………………fará jus somente a SF , reabilitação e SALMAT

    A CF diz que seguro-desemprego é da PS, já a lei e o decreto diz q não
    A decreto diz q seguro-desemprego pode acumular c/ PM , AA ou AR
    Já a lei exclui ou o AA ou o AR não lembro…

    po , se cair essas coisas na prova ?
    Se eles disserem , de acordo com a lei….e quem estudou pelo decreto tá ferrado então…
    ou disserem……………de acordo com o decreto..e estudaram pela lei…

    O que os professores instruem para respondermos ?

  7. Ricardo Diniz comentou em :

    Bom dia galera Alfartana… Serão encontrados alguns errinhos na apostila em basicamente todos professores. Erros de impressão muito provavelmente… Entenda como uma coisa boa pois ao localizar los é só concertar e mandar ver… Aqui podemos fazer estas correções e nos preparar melhor para a verdadeira e final prova no dia 12… Sucesso a todos

  8. Ricardo Barbosa -GO comentou em :

    estou com a seguinte dúvida:

    a habilitação e reabilitação profissional deverão proporcionar ao beneficiário incapacitado.
    PARCIAL OU TOTALMENTE para o trabalho e as pessoas portadoras de deficiencia.
    os meios para reeducação e reeabilitaçãoi profissional.

    a reabilitação profissional compreende o fornecimento :
    próteses
    órteses
    e instrumento de auxílio a locomoção

    QUando….a perda ou redução da capacidade funcional
    ” puder ser atenuada por seu dos equipamentos necessários a habilitação e reabilitação profissional.

    aí está a dúvida,então qd a perda não puder ser atenuada por esses aparelhos…
    for uma perda ”definitiva” NAO cabe em falar no fornecimento:

    próteses
    órteses
    e instrumento de auxílio a locomoção.

    quem puder me responder???????????????

    • Wabner comentou em :

      Foi o que eu entendi tbém
      Só vai ser concedido caso for ajudar na readaptação…

      “Quando indispensáveis ao desenvolvimento do processo de reabilitação profissional, o Instituto Nacional do Seguro Social fornecerá aos segurados, inclusive aposentados, em caráter obrigatório, prótese e órtese, seu reparo ou substituição, instrumentos de auxílio para locomoção, bem como equipamentos necessários à habilitação e à reabilitação profissional, transporte urbano e alimentação e, na medida das possibilidades do Instituto, aos seus dependentes.”

      palavras chaves : indispensáveis….necessários à habilitação…..

    • Wabner comentou em :

      Pelo decreto, analisando essas palavras chaves..pode ir sem medo que vai ser assim….agora a IN45 pode dizer algo mais claro, mas não vai cair para nós, graças a Deus

    • Ricardo Barbosa -GO comentou em :

      já vih a instrução normativa do inss 45/ 2010 mto boa mesmo é mais completo. mais obrigado por tirar a dúvida Wabner.

  9. Clayton-Pe. comentou em :

    A questao de 16 em portugues está incompleta….fala para o Plabo ai Evandro…

  10. Wabner comentou em :

    Pessoal, precisamos pedir ao Evandro que os professores corrigem a “apostila 10 dias”..
    E nos passem um novo gabarito..senão vai ser dureza estudar por ela…
    Das 100 questões de previdenciário eu achei erro em umas 10…snif snif

    • Wabner comentou em :

      Tem uma questão , acho q a 4..fala que as empresas “podem” contribuir sobre a folha de salário..está errada…pode nada , devem rsrsrs
      Tem outra que fala que aposentadoria por TC exige carência de 180 contribuições….tbém está errada…
      A questão 2 da professora…pelo gabarito deduzi q ela quer saber o que “não-integram” só assim faz sentido a resposta do gabarito…
      E por aí vai….ajuda nós aí evandro e pedem para eles resolverem e corrigirem og abarito para nós ficarmos confiante..se vc não me responder, vou chamar aquele seu amigo q já te bateu umas 4 vezes kkkk

    • Evandro Guedes comentou em :

      Meu povo, me passem onde esta os erros e de que professores!

    • Gabriéli comentou em :

      Ahhhh não eh só eu…Evandro foi isso que quis dizer outro dia e vc me flo para nao fazer a apostia pq ainda faltava 15 dias…não soube me expressar…mas deixei um recado no site apostilas alfa tbm achei varios erros mas so fiz a parte da Lilian e os erros são nas respostas

    • Luciane Aparecida Soares de Oliveira comentou em :

      Muitos erros no previdenciário da Lilian… Por enquanto só fiz o dela!

    • Norma MG comentou em :

      Concordo com você Wabner, ontem fui resolver os exercícios de Língua Portuguesa e encontrei muitas questões com erro de elaboração, ficou difícil de estudar pra não dizer impossível.

      Equipe Alfa dê nos uma solução e peça para o prof. Pablo pra dar um suporte pra nós, pois o tempo corre.

    • Wabner comentou em :

      Pois é, eu comentei com minha esposa que iria ter erros mesmo, pois eles fizeram rapidinho para nos ajudar ..agora o jeito é corrigir todas as questões, pois podem ter questões q não vamos ver o erro….

      E , mestre (evandro), acabou ficando em casa as anotações de quais foram as questões…mas a tarde eu mando aqui, mas seria melhor corrigerem todas…Valewww

    • Lari comentou em :

      Muitos erros da professora Lilian.Não dá pra ficar respondendo não =(
      Alguns do Marcon tbm,(poucos) as dele até que dá pra responder,questões estilo cesp,exigiu conhecimento pra responder, bacana.

    • Frank comentou em :

      Buáááá…..!!!!!
      Justamente a matéria mais importante do concurso…..

    • Frank comentou em :

      Sinceramente, eu já esperava que essa apostila iria ter muitos erros, mas resolvi arriscar. Tanto que pensei muito antes de adquirir, tanto é que só efetivei a compra na quarta passada. Ninguém é perfeito!!!
      Mas isso se deve mais a essa correria toda que o pessoal do Alfa está passando, não pela falta de competência.
      Mas também é bom levar uns puxões de orelha para melhorar.
      Tanto aluno como escola.

    • Frank comentou em :

      Em suma, o que quero dizer é que a pressa é inimiga da perfeição…

  11. Juliana comentou em :

    Bom dia!!!

    Alguém sabe o local da prova??????

    • Maria_Belém/PA comentou em :

      Bom dia Juliana
      O local de prova será disponibilizado pela FCC no site somente dia 03/02
      Abs

    • Juliana comentou em :

      Obrigada, por me responder Maria ,e boa sorte no dia do concurso!!!
      Abç

  12. vicente caetano ferreira comentou em :

    a equipe do alfa é ótima, estou aprendendo tudo com voces, na minha aprovação eu mando um alo. obrigado por tudo.

    a voces evando, lilian e sena aquele abraçooooooooooooooooo.

    um amigo de ipatinga nas minas gerais.

  13. Ricardo Barbosa -GO comentou em :

    Art. 103-A. O direito da Previdência Social de anular os atos administrativos de que decorram efeitos favoráveis para os seus beneficiários decai em dez anos, contados da data em que foram praticados, salvo comprovada má-fé.

    lei 8213, não confunda como do ato administrativo da matéria do evandro.
    bons estudos!!!!!!

    • Ricardo Barbosa -GO comentou em :

      Art. 8º As propostas orçamentárias anuais ou plurianuais da Seguridade Social serão elaboradas por Comissão integrada por 3 (três) representantes, sendo 1 (um) da área da saúde, 1 (um) da área da previdência social e 1 (um) da área de assistência social

    • JU-UMUARAMA-PR comentou em :

      Oi Ricardo vc é muito iluminado percebo nas suas respostas a todos que tem duvidas…..que Deus te abençoe e pode ter certeza Maria nossa mae esta a nossa frente e vc com certeza vai chegar la….Pois é visivel a sua dedicação….Obrigada pelas suas dicas são muito valiosas….acredite estou aprendendo muito e com fe em Deus tbm vou chegar la…..
      Sucesso …força….fé e muita confiança…Jesus te ama muito….

    • Ricardo Barbosa -GO comentou em :

      muito obrigado por suas palavras, JU de UMUARAMA, realmente estou me dedicando mto mto mesmo. como todos os alfartanos estão
      se dedicando, aque é uma família, ngm sabe mais do que o outro, cada um responde a dificuldade do outro, com isso um completa o outro.
      e sucesso para todos nós alfartanos.
      Tudo por Jesus, nada sem maria.
      bjo ju.