Aprendendo a lidar com o dia do “mal” para não desistir de estudar!

Meus caros leitores e alunos, venho aqui hoje “ensinar” vocês a lutarem contra o dia do “mal”. O dia do mal é aquele dia que tudo parece não fazer sentido, aquele dia que acontece um problema ou alguém desestimula você de tal forma que dá vontade de largar todo o projeto e voltar para sua vida normal. Aquele dia que passar em um bom concurso parece tão somente um sonho e só um sonho!

Meus caros, tem dia que parece que tudo vai dar errado, nesses dias você acorda, abre o livro e parece que nada entra na cabeça e para piorar alguém, que não entende nossa vida, chega e diz que “ficaremos malucos de tanto estudar”, “que essa estória de concurso não existe, que tudo é carta marcada”, “que já estamos estudando a muito tempo e ainda não passamos em nada”! Meu povo, isso é normal e você para poder continuar deve persistir e ter ciência que as coisas funcionarão! Para ajudar você com dia do mal, vou relatar aqui um “dia  do mal” que aconteceu em minha vida e vejo acontecer na vida de muitos alunos e sempre que converso com eles a coisas muda e o dia do mal fica para trás, então, lá vai um de muitos “DIAS DO MAL” que foram superados!

O MENOS OITO PONTOS NA CESPE/UNB

Meus caros, comecei a estudar para concursos em meados de 1998, naquela época eu não tinha noção alguma do que era estudar de verdade para concursos e também não tinha quem me orientasse e acreditem se quiser, a internet não era nem sombra do que é hoje!

Tudo começou quando eu tive um problema muito sério no meu trabalho (eu era policial militar), mas esse concurso não conta, pois passei nele em 1996 e tinham 3.000 mil inscritos e 5.000 mil vagas (risos), isso mesmo, mais vaga que candidato! Pois bem, resolvi estudar no dia que fomos em uma operação com a polícia federal, aquele dia fiquei simplesmente doido e resolvi: “tenho que ser policial federal!”

Assim, comecei a pesquisar e encontrei um site bem famoso de apostila (até hoje é famoso). Meus filhos, comprei um kit de apostilas, meu Deus que felicidade!!! Nesse época eu estuda a apostila com fome de vitória, estudava 4, 5, 6, 10 horas por dia! Fiquei assim por +- um ano e pouco, foi ai que me despertaram para um curso preparatório famoso no Rio de Janeiro, mas como era na capital eu somente poderia fazer aos sábados.

Dessa forma, comecei a fazer o curso com o edital aberto de 2000 da PF (fim de 1999, início de 2000), fiz 2 meses de curso. Como tinham muitas turmas eu dei azar e peguei somente professores de terceira linha, mas ainda assim eu tinha o “apoio da apostila!” enfim, chegou o dia do concurso e eu fui firme e confiante fazer o concurso, ele foi realizado na Suam de Bonssucesso no Rio de Janeiro!

Depois da prova, conferi o gabarito e adivinhem, menos oito pontos (-8), isso mesmo, sai devendo na prova de 2000 para polícia federal! Olha, esse dia foi realmente “do mal”, pois além de tomar esse ferro eu tive que ouvir das pessoas que era para parar e outras coisas do tipo: “Viu, não falei que era carta marcada!” “Rapaz, se enxerga, polícia federal é para filho de rico (essa foi a pior), isso sem falar na família que quer preservar você dizendo: “O meu amor, não fica mais estudando para essas coisas, não te falei que não daria certo!” Bem, para uma coisa boa serviu: Descobri que a apostila era uma merda e que não caiu nada e até hoje, nas montagens das apostilas Alfa eu estou na supervisão, para evitar exatamente isso!!!

Conclusão: Meu povo, o dia do mal chega para todos, chegou para mim  e passou, depois daquele dia eu extrai coisas valiosas, que quero dividir com vocês agora:

  • Ninguém entende o que a gente passa, ninguém, prova disso é que você quando assiste um atleta ganhar uma medalha você acha bonito e muito legal, mas também não tem a mínima noção das horas de esforço que ele teve para chegar lá e de quantas derrotas ele teve antes da vitória chegar!
  • As pessoas não odeiam você, as pessoas não querem o seu mal a única coisa que machuca muito é  ver o próximo se esforçar mais e ter mais sucesso na vida pessoal, mas isso é fruto do esforço! Pense assim: Imagine que você seja convidado para jogar no bolão da mega sena e não queira entrar, sabe o que vai acontecer: “Você vai ficar em casa torcendo para o grupo não ganhar, isso é natural, não porque você tenha raiva das pessoas, mas porque você teve a oportunidade de fazer a mesma coisa e não fez, ai meu brother, ver o próximo ficar rico e você não, dói para caramba!!!
  • Todo mundo já passou ou vai passar o dia do mal, o importante é saber se você vai dizer para Deus que o mal é grande demais, ou vai dizer para o mal que seu Deus é que é grande demais!!! Mas lembre-se, o que é competência do homem aqui na terra, papai do céu não moverá uma palha, assim, O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder entusiasmo!
  • Faça do dia do mal acreditar que o futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos e que só se pode alcançar um grande êxito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos para que no final o insucesso seja apenas uma oportunidade para recomeçar de novo com mais inteligência.
  • Por fim a persistência é o menor caminho do êxito para que possamos ter perspectiva, pois é muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota.
Fé, força e rumo à aprovação!
Deus é Pai!!!

RECADOS IMPORTANTES DO SITE

Atenção: Ontem, dia 12/11/2011 foi dada uma super aula de LICITAÇÃO para o TRE/PR no twitter acesse www.twitter.com/p_evandroguedes e veja a aula e façam parte do movimento #TODOMUNDONAMADRUGADA

Dica: Os vídeos de DICAS DO PROFESSOR e COORDENADOR ONLINE que ficam no lado direito do site são novos e foram gravados essa semana, vale a pena conferir!




44 comentários sobre:
Aprendendo a lidar com o dia do “mal” para não desistir de estudar!

  1. Danielle comentou em :

    Que a vida de concurseiro é difícil, todo mundo já sabe.
    Estudar, estudar e estudar; e quase sempre sem apoio.
    Mas parece que os “dias do mal” nos pegam desprevinidos… que Deus nos dê muita força para superá-los.

    Fé, força e rumo à aprovação!