SEIS SUPER DICAS PARA VOCÊ PASSAR NOS CONCURSOS!

DICA 01 – PLANEJAMENTO
Defina exatamente o que você quer, antes de começar uma caminhada, deve-se saber qual será o destino. Primeiro, escolha o cargo desejado, consulte editais anteriores e traçe seus objetivos. Planeje sua preparação e seus horários de estudo, decida quais serão os métodos utilizados, programe simulados e revisões e busque todas informações possíveis sobre como conquistar o cargo desejado.DICA 02 – MÉTODO DE ESTUDO
Não adianta estudar sem critérios ou métodos adequados, é melhor 1 hora de estudo bem aproveitado do que 3 horas de estudo sem concentração, disperso e fora de foco. Procure estudar sempre em um horário específico, com ambiente calmo e com materiais adequados. Identifique qual é a sua melhor maneira de absorção da matéria, seja lendo em voz alta, fazendo resumos ou estudando em grupos e em cursos preparatórios.

DICA 03 – DISCIPLINA
Estabeleça datas e horários específicos para seus estudos e lazer. Cumpra rigorosamente todo o seu planejamento, desta forma você não se sentirá perdido e nem arrependido por ter deixado de fazer alguma coisa. Lembre-se que muitos tem o mesmo desejo que você e que só quem tiver muito esforço e dedicação chegará lá. Então tenha muita determinação em passar e pratique sua autodisciplina para conquistar o seu objetivo.

DICA 04 – MOTIVAÇÃO
A motivação é fundamental, não é fácil continuar com a mesma motivação durante várias semanas ou meses, principalmente quando há algumas derrotas e tropeços no caminho. A motivação é particular e depende de você, procure formas de se motivar, pense em coisas positivas que acontecerão com você quando conseguir sua aprovação.

DICA 05 – PERSEVERANÇA
Muitos acham difícil começar uma caminhada, mas na verdade começar qualquer coisa é fácil, difícil é perseverar e continuar, mesmo quando tudo dá errado, quando muitos não acreditam e quando tudo parece só um sonho. O importante é sempre ir em frente, sem olhar pra trás e focando sempre no objetivo, com persistência e muita força de vontade. Aprenda com seus erros e continue, nunca desista que um dia você chega lá.
DICA 06 – QUANTAS HORAS DEVO ESTUDAR?
É muito freqüente os candidatos formularem esta pergunta, que normalmente denuncia quem está querendo estudar o mínimo (desde que seja suficiente pra passar) e transferir a responsabilidade pela aprovação para o curso, para o livro, para o professor, para os colegas do grupo de estudos, para quem responde…
Diante disso, o exposto envolve a lei do menor esforço e a busca pela melhor relação custo/benefício. O compromisso com a aprovação deve ser, mais do que de qualquer outra pessoa, do candidato. Ele será o maior beneficiado com a aprovação, e por isso deve ter em mente a busca perene pelo seu aperfeiçoamento, por resultados cada vez melhores em provas, simulados e concursos.
Contudo, se e alguém com muita experiência responde “bastam 4 horas por dia”, como já vimos ser ensinado na televisão, certamente haverá quem cumpra a tarefa e, ao ser reprovado diga: fiz a minha parte. E passa a achar que o concurso é algo que não está a seu alcance. Primeiro precisamos esclarecer o conteúdo da pergunta. Não está expresso, mas o que se quer saber é “quantas horas eu preciso estudar para passar“. Ora, o mais próximo do ideal seria procurar saber quantas horas são suficientes para que o candidato esteja preparado para as provas, valendo destacar que nem sempre os candidatos suficientemente preparados passam, assim como muitos que ainda não estão preparados conseguem a vitória antes da hora.
Assim, esse resultado é típico dos concursos, e se deve ao fato de que a avaliação do “estar preparado” toma como referência apenas o conhecimento do candidato em relação aos programas das disciplinas cobradas nas provas, esquecendo-se, a grande maioria, de um fator que tem importância capital: o saber fazer concursos.
Por isso é que alguns preparados não passam, e outros ainda não preparados passam, dando a falsa impressão de injustiça nos resultados. Até aqui já deu para perceber que a pergunta, se mal formulada, portanto, não é tão útil, já que o que se almeja, em verdade, é a aprovação, e não, evidentemente, o simples fato de estar preparado.
De toda sorte, vamos tentar responder mesmo assim. Antes, porém, atentemos para a qualidade do estudo. Duas horas bem aproveitadas valem mais que quatro horas de simulação de estudo, em faz-de-conta, sem concentração ou compromisso com o aprendizado, apenas para dizer que foi feito o que o mestre mandou e poder a ele transferir a responsabilidade pela eventual reprovação. Ou apenas para se chegar à falsa conclusão de que você não consegue passar em concurso, como acontece com a grande maioria dos que o fazem de vez em quando. Acresça-se a isso o tipo de material usado, a companhia, quando se trate de estudo em grupo, além de vários outros fatores que transcendem o simples “quantas horas”. Até mesmo se o nível das lições ou da leitura é compatível com sua condição, com o seu conhecimento anterior.
Sendo objetivo, respondo agora, depois de alertar para os fatores acima: o número ideal de horas de estudos é o máximo que você puder, pois quanto maior a dedicação mais rapidamente ocorrerá a aprovação. Não pense em um concurso só, mas sim na sua condição de concurseiro, que concorre a várias vagas em concursos diferentes, claro que sem misturar matérias a ponto de se prejudicar. Neste máximo pondere seus outros deveres e interesses, como a família, a religião, o lazer, o descanso, o trabalho etc. E nunca esqueça que o cansaço é um valioso sinal do seu corpo e de sua mente; um alerta que deve ser respeitado como medida de segurança, o que evitará prejuízos à sua saúde. Se ele aparece com freqüência acima do normal, é hora de procurar ajuda médica e passar a fazer atividade física, pois isso é indício de sedentarismo.
Tome, portanto, como medida para sua carga de estudos, o máximo possível, sem sacrifícios excessivos. Você só ganhará com isso. À medida em que você vai fazendo provas e vendo que poderia acertar mais com um pouco mais de estudo, a preparação vai se tornando um processo cada vez mais estimulante e até prazeroso, de maneira que você deixará de pensar em falsas comodidades.
Conclusão: estudar o mínimo é tornar máxima a distância em relação ao sucesso, e seu comodismo é o combustível dos seus concorrentes.


Um comentário sobre:
SEIS SUPER DICAS PARA VOCÊ PASSAR NOS CONCURSOS!

  1. Maria Elza comentou em :

    Gostei muito das regrinhas para organizar os momentos de estudo,
    porque eu trabalho e fico as vezes frustada por não ter mais tempo
    para estudar!