MANUAL DO CONCURSEIRO (A GRANDE JOGADA) 4ª PARTE A IMPORTÂNCIA DOS SIMULADOS

Meu povo, hoje estou postando uma parte da preparação de vocês que deve –acima de tudo- ser observada de forma profissional. O simulado é a reta final de uma história de preparação e sem ele, a saga em busca da aprovação nos concursos públicos fica muito complicado.
Diante disso, frases prontas do tipo, ”Jogo é jogo, treino é treino, mas sem treinar ninguém joga bem!”, faz  todo sentido diante da necessidade dessa ferramenta. Pensando nisso, vou colocar nessa postagem as fases que o concursando passa até chegar a aprovação e no final, darei os objetivos do simulado. Então preparem-se, pois essa postagem representará uma prévia da viagem que os senhores farão até a tão sonhada aprovação no concurso público.
FASE UM ( o início da preparação, aqui tudo é lindo)
Meus caros, quem chega no primeiro dia no cursinho está cheio de gás. Assim, esse cidadão é de fácil motivação, pois ele ainda não sabe o que o espera. Costumo dizer, que o difícil não é motivar o novo e sim o aluno antigo, pois o antigo está cansado de tomar pancadas. Dessa forma, sabe aquele primeiro dia no cursinho, então, prepare-se, pois esse é o único dia “feliz e tranqüilo” de sua saga!
FASE DOIS ( aprendendo a estudar)
Essa segunda fase o cursinho é fundamental, pois aqui ensinamos os alunos a se organizarem com o material e mais, damos o “caminho das pedras”. DAR O CAMINHO DAS PEDRAS é apresentar ao aluno as bancas examinadoras, seleção de exercícios, tópicos mais importantes e tudo mais que for relevante para uma preparação eficaz.
FASE 03 (estudar de mais o que gosta e sabe menos)
Aqui é fundamental que aluno comece a conscientização que o mais importante é estudar mais o que sabemos menos. Temos uma tendência em querer estudar muito mais o que já sabemos bem, mas o concurso pede o candidato que está preparado em todas as matérias. Uma matéria só transforma você em um bom professor, mas pode ter certeza, não vai passar você em bons concursos!
FASE 04 ( aprendendo a fazer exercícios de acordo com a banca examinadora)
Não adianta estudar se você não praticar, tente fazer o máximo de exercícios que puder, mas lembre-se, foque em uma banca examinadora. Vou dar exemplos distintos: A CESPE/UNB tem uma formatação toda dela e os professores ajudaram você a identificar onde se encontra os erros das questões. A FCC é uma banca mais “simples”, pois cobra em boa parte da prova – no caso das disciplinas de Direito -, muito texto de lei, apesar dessa tendência estar se modificando. Seja como for, exercícios são fundamentais. Ai fica a dica, procure um cursinho que de a você suporte de exercícios. O aluno não tem tempo de ficar em casa baixando, formatando e depois tentando – sem apoio -, resolver as questões, isso é fato!
FASE 05 ( OS SIMULADOS – A GRANDE JOGADA)
Meu povo, qualquer explicação em metáforas fica de melhor entendimento, então lá vai . Imaginem que você faça parte de um time de futebol e no domingo você é o goleiro. Imagine agora que você tomou uns frangos inimagináveis. Imagine agora se você pudesse ver o jogo antes de ele mesmo começar! Imagine que você – com auxilio de profissionais -, possa prever as jogadas dos atacantes e se antecipar evitando assim vários francos previsíveis! Então, essa é a lógica dos concursos públicos.
Meu filho, se você pode fazer vários “concursos simulados” para que desperdiçar essa chance! Simulados foram feitos para “simular” o dia da prova. Enganam-se quem acha que o simulado serve para medir conhecimento, esse é o último quesito. Vou colocar uma lista de vantagens do simulado e se você é igual a mim e quer se antecipar ao perigo, não perca essa oportunidade.
LISTA DE VANTAGENS DO SIMULADO
  1.  Auxilia o entendimento do funcionamento da prova
  2. O aluno tem noção real do tempo de prova
  3. Treina o aluno a marcação correta no gabarito definitivo
  4.  Auxilio no melhor momento de feitura da redação
  5. Treinar o controle do tempo e do nervosismo
  6. Descobrir suas dificuldades enquanto se faz o simulado é muito melhor do que descobri-las quando se está fazendo o concurso de verdade
  7. Ao conferir o gabarito, dá pra ter uma noção do que é preciso estudar mais, do que é preciso prestar mais atenção ou se o grande problema da prova está na falta de concentração.
  8. Para muitos, ter uma posição qualquer no ranking do curso não é muito estimulante, mas os concursandos precisam enxergar o simulado com outros olhos. Não é ele quem vai dizer se sua aprovação no concurso é garantida ou não. Pelo contrário, sua função é apontar para o aluno seus pontos fortes e, principalmente, os fracos.       

CONCLUSÃO: O segredo para o sucesso é manter o foco e treinar bastante e com o concurso não é diferente. Para treinar, nada melhor que usar os simulados do cursinho como aliados. Quem acredita que o simulado não adianta nada na preparação do concurso, além de estar completamente enganado, está tirando de si uma oportunidade única de melhorar o autocontrole.

Evandro Guedes
Professor de Direito Adminsitrativo
Diretor do complexo de ensino Alfa Concursos Públicos e Alfa ON-LINE
Concurseiro apaixonado pelo que faz!


Os comentários estão encerrados.